quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Chauá, um dos motivos para ampliação dos remanescentes florestais protegidos em Miracema

Aves clicadas nesta semana em Miracema:

Chauá, alimentando-se em remanescente da Mata Atlântica em Miracema . A espécie encontra-se em perigo de extinção, segundo a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN, sigla em inglês), por causa do tráfico de animais silvestres e destruição de seu habitat. É a primeira vez que consigo fotografá-lo pousado, e não foi na APA e no RVS, não. A presença constante desta espécie no município, vem a ser um dos diversos fatores importantes para ampliação dos remanescentes da Mata Atlântica protegidos em Miracema.


Gavião-tesoura. Também é a primeira vez que os fotografo pousados, e não foi na APA e no RVS. É muito difícil vê-los pousados. Eles são da Amazônia mas migram para Miracema, e para outras localidades, em agosto/setembro para acasalarem e chocarem os filhotes. Em março/abril eles retornam para a Amazônia. Miracema se tornou o principal município do RJ de migração destas aves: dos 20 municípios no estado do RJ que tem registro do gavião-tesoura no WikiAves, sendo que dez deles têm no máximo dois registros, Miracema é o de maior destaque.


Beija-flor-vermelho (fêmea). Este é o segundo registro da espécie no WikiAves para o estado do RJ. Registro feito fora da APA e do RVS.


Vira-bosta (casal). Parece estranho, mas é esse mesmo o nome da espécie. No verão, de tardinha, bandos enormes desta espécie costumam sobrevoar Miracema, pousando de árvore em árvore.


Grilos diferentes e interessantes fotografados na APA.


Um comentário:

Anônimo disse...

Dá-lhe Elcio começou bem o ano

Mundinho