quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Os Sovis e Saguis-das-serras-escuros das matas nos arredores do Conde

Geralmente os Gaviões-sauveiros, ou Sovis, começam a chegar em Miracema no final de agosto e permanecem até março/abril. Por aqui eles acasalam, fazem ninhos e chocam os ovos.

O Sovi é uma ave accipitriforme da família Accipitridae. Alimenta-se principalmente em revoadas de formigas, cupins e outros insetos (eles adoram cigarras), os quais captura com os pés e come ainda em pleno vôo. Também captura pequenas presas na copa da floresta e pequenos lagartos e cobras no chão. Comum em bordas de florestas densas, capoeiras altas e florestas de galeria. Vive solitário, aos pares ou mesmo em bandos, às vezes misturado a outras espécies de gaviões.

Presente em todas as regiões brasileiras e do México à Argentina. É migratório no Pantanal, sul e sudeste do Brasil, com uma população residente na Amazônia, por onde passam os migrantes em seu movimento para o norte, em abril, ou no seu retorno, em agosto.

As três primeiras fotos do quadro a seguir, feitas recentemente, são de um casal de Sovi que fixou moradia nesta temporada em uma árvore dos remanescentes da Mata Atlântica nos arredores do Conde (RJ-188).

A quarta foto foi feita no ano passado na APA Miracema e mostra um Sovi atacando um gavião bem maior que ele, o Gavião-de-rabo-branco, pois o Sovi é muito agressivo e territorial contra outros gaviões que passam próximo ao ninho.


Foto de um Sovi  jovem (os pais ainda lhe traziam alimento), nascido em Miracema, feita na APA no ano passado:


A foto abaixo é de um Sagui-da-serra-escuro observado recentemente nas matas dos arredores do Conde. É a segunda vez que estes saguis são observados neste local, o que causa certa surpresa, pois a região não é montana. Isso mostra o quão tais primatas perderam habitat no município. Na APA Miracema e RVS da Ventania já foram observados vários grupos destes saguis (link para postagem com foto do sagui-da-serra-escuro observado na APA Miracema). 

O Sagui-da-serra-escuro (nome científico: Callithrix aurita) é um primata do Novo Mundo da família Cebidae, subfamília Callitrichinae endêmico da Mata Atlântica. Habita as florestas montana dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e leste e nordeste de São Paulo. É ameaçado de extinção devido principalmente a grande perda de hábitat ao longo de sua distribuição geográfica, mas ocorre em diversas unidades de conservação já consolidadas.

 
Isto posto, fica a sugestão de transformação das matas nos arredores do Conde em unidade de conservação ambiental (Alô prefeitura?!).

Mapa dos remanescentes da Mata Atlântica nos arredores do Conde, com marcação do local onde os saguis foram observados por duas vezes (uma no ano passado e outra recentemente):


Com informações do Wiki Aves e Wikipédia

Datafolha e Ibope: Dilma tem 40% e 39%; Marina, 25% e 25%; e Aécio, 20% e 19%

Pesquisas Datafolha e Ibope divulgadas nesta terça-feira, 30, indicam que Dilma venceria as eleições no segundo turno por 49% x 41% contra Marina e 50% x 41% contra Aécio (Datafolha) e empataria tecnicamente por 42% x 38% contra Marina e venceria por 45% x 35% contra Aécio (Ibope).  A pesquisa do Datafolha é mais abrangente em número de pessoas entrevistadas e municípios.

Confira os gráficos abaixo:


O Datafolha ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios nos dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00905/2014.


O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 27 e 29 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00909/2014.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Vox Populi/TV Record: Dilma tem 40%; Marina, 24%; e Aécio 18%

Pesquisa Vox Populi divulgada nesta segunda-feira, 29:
A pesquisa Vox Populi ouviu 2.000 eleitores de 147 cidades brasileiras entre o último sábado (27) e o domingo (28). A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, e o nível de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR - 00888/2014.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Visões de Futuro: potencial econômico do Noroeste Fluminense poderá ser ampliado nos próximos anos

Documento, preparado pelo Sistema FIRJAN, detalha principais motores de crescimento de cada região do estado, apontando desafios e oportunidades

Itaperuna, 29 de setembro de 2014


Antônio Carlos Boechat
Foto: Antônio Batalha

Nas próximas duas décadas, o estado do Rio de Janeiro receberá considerável volume de investimentos que movimentará bilhões de reais. Essa projeção vai além dos jogos esportivos e da intensificação da exploração de petróleo e gás natural, culminando em profundas transformações no estado, que irão acelerar significativamente seu crescimento econômico. Ao mesmo tempo, o crescimento virá acompanhado de desdobramentos inevitáveis, como a expansão populacional e a consequente pressão sobre a infraestrutura atual.

Diante dessa realidade, o Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) elaborou o documento “Visões de Futuro: potencialidades e desafios para o estado do Rio de Janeiro nos próximos 15 anos”, que detalha os principais motores de crescimento de cada região do estado, bem como as oportunidades e desafios para acompanhar esses investimentos no horizonte de 5 a 15 anos à frente e promover um desenvolvimento sustentável. 

A proposta do “Visões de Futuro” é preparar o estado do Rio para as mudanças que já avizinham, pontuando as peculiaridades de cada região e apontando ações concretas. Para isso, foram mobilizados mais de mil empresários fluminenses, técnicos do Sistema FIRJAN, além de representantes do poder público e da sociedade organizada.

Embora, hoje, caracterizada por possuir a economia menos dinâmica do estado, a região Noroeste Fluminense em alguns anos sentirá os efeitos indiretos de investimentos no Norte do estado, sobretudo pela construção do Porto do Açu e das empresas que ali se instalarão, conforme aponta o documento.

Para a mudança de seu perfil econômico, o Noroeste necessita de grandes investimentos na melhoria e ampliação da infraestrutura logística. Frente a essa janela de oportunidade, a Representação Regional FIRJAN/CIRJ Noroeste Fluminense desenvolveu o Projeto 2022, documento que compila um conjunto de propostas que envolvem pavimentação, duplicação e contornos rodoviários em importantes vias que cortam a região.

Presidente da Representação Regional FIRJAN/CIRJ Noroeste Fluminense, Antônio Carlos Boechat defende que é fundamental que o crescimento dos municípios do Noroeste Fluminense ocorra de maneira ordenada e planejada, de forma a preservar a qualidade de vida, maior diferencial do interior. “O objetivo do Projeto 2022 é garantir a competitividade da classe empresarial, o bem-estar social e a segurança no trânsito para a população. Colocando o conjunto de propostas em prática, daremos um importante passo para acelerar o nosso crescimento”, disse ele.

Noroeste Fluminense e os rumos para o desenvolvimento

Formado por 13 municípios, o Noroeste Fluminense concentrava em 2011, último dado disponível, 0,9% do PIB do estado, um total de R$ 4,3% bilhões, sendo R$ 551,1 milhões advindo do PIB industrial (0,5% do PIB industrial fluminense).

Identificar e preservar as áreas de expansão industrial é fator primordial para potencializar o desenvolvimento do Noroeste Fluminense, uma vez que seu crescimento econômico depende da existência de áreas para instalação de novas indústrias. Esses investimentos poderão refletir no aumento da oferta de empregos na região, mitigando o processo de esvaziamento populacional enfrentado pelos seus municípios.

Porém, o documento “Visões de Futuro” aponta como principais gargalos a ausência de projetos para ordenar a expansão populacional. A baixa cobertura de transporte e demais serviços públicos, em especial a oferta de água, energia e banda larga, poderá levar os municípios a um processo de crescimento desordenado, com riscos de favelização no entorno de potenciais zonas industriais.

Acesse o site www.firjan.org.br/visoesdefuturo e confira a íntegra do “Visões de Futuro: potencialidades e desafios para o estado do Rio de Janeiro nos próximos 15 anos”. O documento com as sugestões reunidas pela FIRJAN será entregue a todos os candidatos ao governo do estado.

Sistema Firjan - Assessoria de Imprensa Itaperuna

Site do TSE fornece local de votação do eleitor

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem opção de consulta para o eleitor saber o local de votação. A consulta pode ser feita pelo nome do eleitor ou número do título eleitoral (link aqui).

O site também fornece o local de votação para eleitores que votarão no exterior ou solicitaram voto em transito. Para receber os votos em trânsito 216 seções foram criadas. A consulta também pode ser feita por meio de aplicativos que podem ser baixados gratuitamente em smartphones que utilizam sistema iOS ou Android. 

O eleitor que não comparecer para votar deverá justificar a ausência mediante preenchimento do Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que pode ser obtido nos postos de atendimento ao eleitor, nas páginas da internet do Tribunal Superior Eleitoral e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) de cada estado e, no dia do pleito, nos locais de votação ou de justificativa. O formulário preenchido deve ser entregue nos locais destinados pelo eleitor, que precisará apresentar um documento oficial de identificação com foto.  

Cambuci: contas aprovadas

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) emitiu parecer prévio favorável às contas de administração financeira da Prefeitura de Cambuci (Noroeste fluminense) relativas ao exercício de 2013, de responsabilidade do prefeito Agnaldo Vieira Mello. A decisão dos conselheiros do TCE-RJ foi tomada em sessão plenária, nesta terça-feira (23/9), acompanhando o voto do conselheiro-relator José Maurício Nolasco. O parecer segue com ressalvas, determinações e recomendação para Câmara Legislativa municipal, que fará a apreciação final das contas.

Receita Corrente – A Receita Corrente Líquida (RCL), que serve de base para apuração dos limites legais em gastos com pessoal entre outros, registrou uma pequena redução de 0,17% no valor arrecadado ao longo de 2013. No primeiro quadrimestre, o valor alcançado foi de R$ 39.957.143,50; no segundo quadrimestre, de R$ 38.811.206,10; e no terceiro, R$ 38.952.244,40. A RCL é formada pela soma das receitas tributárias, contribuições patrimoniais, industriais, agropecuárias, de serviços e transferências correntes.

Gasto com pessoal – A despesa total com pessoal do Poder Executivo de Cambuci ficou dentro do limite imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que fixa o gasto ao limite máximo de 54% da RCL. No primeiro quadrimestre de 2013, a Prefeitura de Cambuci desembolsou com a rubrica o valor de R$ 20.659.529,40, correspondente a 51,70% da RCL; no segundo quadrimestre, o valor da folha foi de R$ 21.503.536,30 (55,41%) e no terceiro quadrimestre, R$ 19.809.059,00 (50,85%).

Educação – A prefeitura aplicou na manutenção e desenvolvimento do ensino a quantia de R$ 8.208.922,64, correspondente a 28,96% do total da receita com impostos e transferências de impostos, que contabilizou no período o montante de R$ 28.341.652,56. O resultado ficou acima do mínimo fixado pela Constituição Federal, que é de 25%, e foi superior ao previsto na Lei Orgânica Municipal, que também prevê gasto mínimo de 25% da receita com a arrecadação.

Fundeb – O município de Cambuci comprovou despesas de R$ 3.092.038,06 com o pagamento da remuneração dos profissionais do magistério da educação básica em efetivo exercício na rede pública, utilizando 76,39% da receita oriunda do Fundo de Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), ficando acima do mínimo (60%) preconizado pela Lei Federal nº 11.494/07.

Saúde – No exercício de 2013 o município aplicou em ações de saúde o valor de R$ 5.934.770,02, o que representou 21,23% da receita com impostos e transferências que foi de R$ 27.958.785,35. O resultado registrado ficou acima dos 15% determinado pela Constituição Federal.

TCE-RJ