segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Chumbinho mostra foto de suposta pegada de onça, tirada na Ventania de Cima

Fernando Ribeiro (Chumbinho) enviou hoje para o blog foto de suposta pegada de onça. A foto foi tirada no início de janeiro, na Ventania de Cima. Segundo Chumbinho, as pegadas tinham cerca de 7 a 8 cm de diâmetro.

Para efeito de comparação, a primeira foto é a do Chumbinho e as seguintes são de pegadas de onça parda obtidas na internet.


sábado, 6 de fevereiro de 2016

Rugido de onça na Ventania de Baixo deixa o blogueiro assustado

Hoje, 06/02, por volta de 10:30 h, quando voltava  de observação de passarinhos na Ventania de Baixo, dei uma parada na estrada, a cerca de um km do pontilhão da descida da serra, como sempre faço quando ando por aqueles lados. Neste ponto já observei muitos gaviões interessantes, que aparecem para buscar uma corrente de ar, que sempre tem ao lado de pedreira ali existente, para alçar altitude e seguir em outras rotas.

Assim que desci da moto, escutei um rugido baixo ecoando da mata no fundo do vale. No início, aventei leve hipótese de poder ser de onça, então fiquei atento para ouvir um próximo rugido.  Depois de vários rugidos confirmei que era de onça mesmo. Minha primeira reação foi de pegar a moto e sair logo dali o mais rápido possível, mas percebi que os rugidos estavam distanciando. Subi na moto e segui pela estrada, que rodeia o vale, e parei mais na frente, onde os rugidos ecoavam não tão distantes. Meu deslumbramento e minhas curiosidade e esperança de conseguir uma foto distante do bicho em alguma pequena brecha da mata, logo ali no vale abaixo, aplacaram um pouco meu medo e fiquei no lugar enquanto ela rugia em pequenos espaços de tempo e de distância que eu julgava segura. Quando os rugidos deixaram de ser intermitentes, achei melhor ir embora. Sei lá se o bicho estava vindo em minha direção!

Ainda incrédulo com o acontecimento, assim que cheguei em casa fui imediatamente buscar vídeos de rugidos de onça na internet para confirmar que eu havia realmente escutado uma onça rugir solta na natureza, em Miracema.

Sempre aventei hipótese de eventual surgimento de onça na Ventania, pois as duas Ventanias fazem parte de um corredor de matas que se estende por seis municípios: Laranjal, Muriaé, Barão de Monte Alto e Palma, em Minas Gerais, e Laje do Muriaé e Miracema, no RJ. Mas, não acreditava que eu pudesse presenciar o rugido de uma.

Durante anos perambulei sozinho dentro das matas das Ventanias, mas depois do susto de hoje não vou mais fazer isso, não. De agora em diante só com um parceiro. Alguém se habilita?

Hesitei um pouco para escrever este acontecimento comigo, pois achava difícil que as pessoas pudessem acreditar, e, também, porque não gosto de escrever na primeira pessoa, mas não podia deixar sem registro um episódio como este.

A seguir, algumas fotos tiradas nestes últimos dias nas Ventanias e adjacências: quanti (jovem); borboleta Anartia jatrophae; sagui-da-serra-escuro; e gavião-pega-macaco.





As páginas "Fauna observada na natureza em Miracema" e "Flora da Mata Atlântica observada em Miracema" receberam atualizações nesta semana.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Programação do Carnaval 2016 de Miracema

Conforme a programação dos desfiles das agremiações, divulgada pela Prefeitura Municipal, irão desfilar nesse ano pela Rua Direita quatro escolas de samba, uma em cada dia de carnaval; seis bois pintadinhos com mineiro pau, na segunda-feira; e 14 blocos, distribuídos para desfilarem no sábado, domingo e terça-feira. Após os desfiles haverá shows na Praça dos Estudantes.

Programação dos desfiles das agremiações:

Dia- 06/02/2016 - SÁBADO
1º - 20H30MIN ÀS 21H10MIN - Clóvis Bate Bola
2º - 21H10MIN ÀS 21H50MIN - Bloco Centro de Convivência do Idoso
3º - 21H50MIN ÀS 22H30MIN - Bloco Vai com Tudo
4º - 22H30MIN ÀS 23H10MIN - Bloco Unidos do Beverly
5º - 23H10MIN ÀS 23H50MIN - Bloco Cara da Rua
6º - 23H50MIN ÀS 00H50MIN - GRES Nova Geração

Dia- 07/02/2016 - DOMINGO
1º - 20H30MIN ÀS 21H10MIN - Bloco Art do Samba
2º - 21H10MIN ÀS 21H50MIN - Bloco Garotos do Sereno
3º - 21H50MIN ÀS 22H30MIN - Bloco Unidos da Jove
4º - 22H30MIN ÀS 23H10MIN - Bloco Leão da Vila
5º - 23H10MIN ÀS 23H50MIN - Bloco Adão e Eva
6º - 23H50MIN ÀS 00H50MIN - GRES Império da Jove

Dia - 08/02/2016 - SEGUNDA FEIRA - Bois pintadinhos E MINEIROS PAUS
1º - 20H30MIN ÀS 21H00MIN - Boi Girassol
2º - 21H00MIN ÀS 21H30MIN - Boi Alegria das Crianças
3º - 21H30MIN ÀS 22H00MIN - Boi Turuna
4º - 22H00MIN ÀS 22H30MIN - Boi Carinhoso da Colina
5º - 22H30MIN ÀS 23H00MIN - Sorriso das Crianças
6º - 23H00MIN ÀS 23H30MIN - Boi Coração
7º - 23H30MIN ÀS 00H30MIN - GRES Sociedade Independente do Alto do Cruzeiro

Dia - 09/02/2015 - TERÇA-FEIRA - DESFILE DE BLOCOS
1º - 20H30MIN ÀS 21H10MIN - Bloco Nação Rubro Negra              
2º - 21H10MIN ÀS 21H50MIN - Bloco Flor do Amanhã
3º - 21H50MIN ÀS 22H30MIN - Bloco União dos Bairros
4º - 22H30MIN ÀS 23H10MIN - Bloco Segura que eu vou
5º - 23H50MIN ÀS 00H50MIN - GRES Maçarico

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Dívida de Miracema com o Cameds pode provocar colapso no atendimento do SUS e contribui para agravamento de crise na Casa de Saúde

Por falta de pagamento, todos os prestadores de serviços a conveniados do Cameds (Convênio de Assistência Médica dos Servidores Municipais) não vão atender mais por este convênio a partir de 1º de fevereiro. Esta foi a decisão que tomaram os prestadores de serviços a este convênio médico em reunião realizada no dia 22 deste mês. Segundo informações no site do Capps, todos os estabelecimentos de saúde de Miracema estão associadas ao Cameds. 

Há previsão de colapso no atendimento pelo SUS no município, haja vista este novo contingente de ex-assistidos pelo convênio Cameds e o aumento que vem ocorrendo nos atendimentos relacionados a casos de dengue e zika.

A Casa de Saúde São Sebastião está com o pagamento dos funcionários de dezembro atrasado, assim como anunciou que efetuará o pagamento do 13º salário em três parcelas. A instituição não recebeu o pagamento do mês de dezembro do Cameds. Para resolver os problemas financeiros que a instituição atravessa, a nova diretoria, eleita no dia 20 deste mês, pretende realizar aumento do capital social para atrair novos sócios investidores.

Com informaçoes do Jornal Dois Estados

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Quotas dos royalties do petróleo distribuídas aos Municípios do Noroeste em dezembro recuam 21%

As quotas dos royalties do petróleo distribuídas aos municípios do Noroeste Fluminense em dezembro de 2015 foram menores 21% que as repassadas neste mesmo mês de 2014. A redução reflete a queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional.

A última previsão do Banco Mundial para o preço do petróleo em 2016, feita neste mês, aponta para 37 dólares por barril, bem inferior aos 51 dólares previstos em outubro do ano passado.

Os preços do petróleo caíram cerca de 47% em 2015 e em média devem descer mais 27% em 2016, mas, de acordo com o Banco Mundial, deverá também registrar uma recuperação gradual ao longo do ano, sendo provável cortes na produção e que a procura se torne mais forte.


quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Na região, portal da transparência de Bom Jesus do Itabapona é o melhor avaliado pelo MPF

Em seguida vem o de Miracema, Santo Antônio de Pádua, Itaperuna, ...

Entre os dias 08/09/2015 e 09/10/2015, em atuação coordenada em todo o Brasil, o Ministério Público Federal (MPF) fez a avaliação dos portais da transparência dos 5.568 municípios e 27 estados brasileiros.

O exame levou em conta aspectos legais e boas práticas de transparência e foi feito com base em questionário elaborado pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA). Seu objetivo é medir o grau de cumprimento da legislação, por parte de municípios e estados, numa escala que vai de zero a dez.

A seguir a tabela do ranking do ERJ e do Noroeste Fluminense (numerações em vermelho ao lado do nome do município).


Sistema FIRJAN vai à Justiça contra pacote tributário do Rio de Janeiro

Federação ressalta que novas taxas são inconstitucionais e não resolvem a crise econômica do estado 

O Sistema FIRJAN decidiu lançar uma ofensiva na Justiça contra o pacote tributário aprovado pelo governo estadual junto ao Legislativo, que entra em vigor em março. Para a Federação, são inconstitucionais as leis que criam a Taxa Única de Serviços Tributários da Receita Estadual, a Taxa de Fiscalização de Petróleo e Gás e a Taxa de Fiscalização de Energia Elétrica, além de alterar partes da alíquota do Fundo Estadual de Combate à Pobreza e às Desigualdades Sociais (FECP). Mais: o aumento da carga tributária compromete ainda mais a situação das empresas do estado do Rio de Janeiro, num cenário econômico recessivo sem perspectivas de melhoras no curto prazo.

Segundo dados da Federação, a indústria do Rio viveu em 2015 um período crítico: o nível de atividade foi o menor em 12 anos. Quase todos os setores apresentaram queda e os reflexos no mercado de trabalho foram imediatos, com 46,2 mil postos de trabalho fechados. 
O aumento e criação de novos tributos, ressalta a FIRJAN, resultam no desestímulo às atividades formais, gerando a perda de arrecadação para o próprio estado. “Entendemos que o governo do estado está enfrentando uma crise fiscal gravíssima, mas penalizar um setor sobretaxado significa sufocar qualquer possibilidade de reação por parte da indústria do Rio”, afirma o presidente do Sistema FIRJAN, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira. “A solução está, como defendemos desde sempre, na adoção de medidas que apontem para um ajuste fiscal permanente. E estamos sempre abertos para o diálogo com o governo e com toda a sociedade para buscarmos saídas conjuntas dessa crise”. 

O Sistema FIRJAN afirma que as novas taxas ferem as Constituições estadual e federal, por terem finalidade meramente arrecadatória. As medidas jurídicas adotadas pela Federação incluem entrar com representação de inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça do estado e com mandados de segurança em primeira instância, e solicitar à Confederação Nacional da Indústria (CNI) que, como representante da indústria de todo o país, proponha Ações Diretas de Inconstitucionalidade (Adins) no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Essas novas leis aumentam ainda mais o custo e trazem insegurança jurídica para a indústria, dois aspectos extremamente prejudiciais para o ambiente de negócios, principalmente levando-se em conta o momento da economia. Além disso, são medidas imediatistas. Temos um problema que precisa ser sanado através de soluções estruturadas”, diz o presidente do Conselho de Assuntos Tributários da FIRJAN, o empresário Sergei Lima.

A Federação destaca que o aumento da carga tributária com esses tributos pode chegar a R$ 4,2 bilhões em 2016. Isso significa que cada cidadão fluminense terá que pagar, em média, R$ 256,9 a mais em impostos por ano. A FIRJAN lembra que somente a indústria de transformação já contribui com 45% de tudo o que produz, algo incompatível com a retomada de investimentos em um momento de margens de lucro em queda vertiginosa. 

O pacote inclui, ainda, a criação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre Operações de Circulação de Petróleo, que terá impacto de mais R$ 15 bilhões na carga tributária em 2016. O Sistema FIRJAN vai apoiar as entidades setoriais, que já manifestaram a intenção de contestar na Justiça a constitucionalidade da medida.

Assessoria de Imprensa Regional Norte e Noroeste Fluminense do Sistema Firjan

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Tréplica da Capps em relação à dívida de Miracema com o órgão

A Capps respondeu ao ofício da Prefeitura de Miracema (link aqui), que por sua vez havia respondido carta da Capps (link aqui) solicitando que o município pagasse dívida referente a valores descontados dos funcionários para serem repassados aquele órgão e o Cameds. Todavia a cópia que o blog teve acesso está de baixa qualidade na legibilidade para postar, além de ser extensa, contém seis páginas, mas, resumidamente, o teor da resposta da Capps é o seguinte:

O montante da dívida do município com a Capps, referente à falta de repasses das contribuições dos funcionários da prefeitura desde meados de 2013 a dezembro de 2015 (gestão Juedyr Orsay), ultrapassa R$ 16 milhões.

Em virtude dessa falta de repasses, as aplicações financeiras da Capps foram reduzidas em aproximadamente 40%: em valores correntes, de pouco mais de R$ 20 milhões em dezembro de 2012 para pouco mais de R$ 13 milhões em dezembro de 2015. Enquanto em exercícios anteriores as aplicações evoluíam: de dezembro de 2010 a dezembro de 2012 estas mesmas aplicações evoluíram de aproximadamente R$ 12 milhões para pouco mais de R$ 20 milhões.

A Capps indaga do prefeito: “Gostaríamos de saber de forma concreta e explícita onde foi alocado os milhões de reais que V. Exa. descontou mensalmente dos contracheques dos servidores e comprovadamente não os repassou a Caixa de Previdência (CAPPS)?” e “... queremos saber onde foi alocado o dinheiro que V. Exa.  reteve da remuneração dos servidores e comprovadamente não os repassou ao convênio médico CAMEDS?”.

Em relação ao prejuízo relativo à aplicação financeira feita no Banco Santos, a Capps discorda do valor divulgado no ofício da prefeitura (R$ 8 milhões), e afirma que o montante aplicado naquele banco foi R$ 2,2 milhões, mas R$ 1,3 milhão foi recuperado.

Quanto à compra do prédio da PROBAM, a Capps informa que a ação para buscar ressarcimento foi deferida pela justiça e encontra-se em trâmite na 2ª Vara da Comarca de Miracema.

Sobre a construção do prédio da sede do órgão, a Capps afirma que custou R$ 1,5 milhão e que hoje vale mais de R$ 10 milhões, e que já recebeu de aluguéis mais de R$ 700 mil.

A Capps enumera cinco ações na justiça movidas por ela e o Cameds contra o município de Miracema.