domingo, 29 de março de 2015

PIB 2012 do Noroeste Fluminense cresce 8,2%

A soma de todas as riquezas produzidas na economia do Noroeste Fluminense em 2012 totalizou R$ 4,675 bilhões. Aumento de 8,2% em relação ao PIB de 2011.

Serviços (que engloba Comércio, Transporte, Comunicação, Serviços da Administração Pública e outros serviços) é a atividade econômica predominante na região, com 81,74% de participação no Valor Adicionado Bruto (VAB). VAB + Impostos sobre Produtos = PIB. (ver Tabela III e respectivos comentários) 

O PIB (a preços de mercado) do Noroeste representa 1,02% do PIB do Estado do Rio, que em 2012 foi R$ 429 bilhões. 

Ao publicar o PIB, os órgãos responsáveis (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Centro de Estatísticas, Estudos e Pesquisas da Fundação CEPERJ) promovem revisões no PIB do ano anterior, neste caso o PIB retificado foi o de 2011, cujo novo valor consta da Tabela I abaixo.

De acordo com a Tabela I, o PIB que mais avançou na comparação com 2011 foi o de Natividade (14,28%), sendo seguido pelo de Varre-Sai (12,80%), Santo Antônio de Pádua (12,04%), Itaocara (10,28%), Aperibé e Miracema (8,20% cada um), ...

Conforme a Tabela II, a região teve em 2012 PIB per capita de R$ 14.588. Itaperuna apresentou o maior valor da região (R$ 17.309), em seguida Santo Antônio de Pádua (R$ 16.025), São José de Ubá (R$ 14.593), Varre-Sai (R$ 13.825), ... 

De acordo com a Tabela III, a atividade econômica mais representativa no Valor Adicionado Bruto (VAB) da região foi Serviços (abrange Comércio, Transporte, Comunicação, Serviços da Administração Pública e outros serviços), com participação de 81,74%. Miracema apresentou nesta atividade econômica o maior destaque em relação ao seu próprio VAB, 86,28%. Em seguida Natividade (84,61%), Aperibé (84,04%), Bom Jesus do Itabapoana (83,52%), ...

Administração Pública, que está englobada em Serviços, representou 35,08% do VAB da região. Os destaques nesta atividade econômica em relação aos seus próprios VAB’s foram: Aperibé (48,13%), Laje do Muriaé (44,81%), Italva (44,26%), Miracema (42,49%), Porciúncula (41,78%), ...

As Indústrias (engloba Extração Mineral, Transformação, Serviços Industriais de Utilidade Pública e Construção Civil) da região representaram 13,14% do VAB do Noroeste, tendo como destaques nos próprios VAB’s: Laje do Muriaé (18.05%), Santo Antônio de Pádua (15,17%), Itaperuna (15,05%), Bom Jesus do Itabapoana (12,18%), ...

A Agropecuária (formada por Agricultura, Extração Vegetal e Pecuária) foi a atividade econômica que menos representou no VAB da região, 5,13%, tendo em São José de Ubá, Varre-Sai e Cambuci os maiores destaques em relação aos seus próprios VAB’s, 24,84%, 16,13% e 14,81%, respectivamente. Varre-Sai é o maior produtor de café do Estado do Rio e São José de Ubá e Cambuci detém as maiores lavouras temporárias da região, principalmente cultivo de tomate. 

sábado, 28 de março de 2015

Rádio comunitária de Sto Antônio de Pádua condenada

Igreja Matriz de Santo Antônio de Pádua.
Foto: blog Papo & Prosa

Representante da Associação Comunitária de Rádio, Educação e Cultura de Santo Antônio de Pádua FM, Maxiano do Carmo Aguiar terá que devolver R$ 15.500,98 (equivalente a 5.715,91 Ufir-RJ) aos cofres da prefeitura pela ausência da prestação de contas da subvenção concedida pelo município à instituição, em 2007. O mesmo valor será ressarcido pelo servidor municipal Ivan Eduardo Pinheiro Pereira, que não apresentou a prestação de contas do adiantamento da subvenção, em 14 de junho de 2007, no valor de R$ 3.500. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) na sessão plenária desta terça-feira (24/3), seguindo o voto do conselheiro-relator, José Graciosa.


De acordo com o voto, no dia 20 de abril de 2007, a Associação Comunitária de Rádio, Educação e Cultura de Santo Antônio de Pádua FM recebeu R$ 10 mil da prefeitura para a realização na cidade da "Festa do Cavalo", entre os dias 20 e 22 de abril. Na decisão plenária de 25 de fevereiro de 2014, a instituição foi chamada pelo TCE-RJ para explicar a ausência da prestação de contas dos valores recebidos, mas não apresentou qualquer justificativa.

TCE-RJ (exceto a foto)

Operação Lei Seca fiscaliza 112 veículos em São José de Ubá

Pela primeira vez, a Operação Lei Seca (OLS), da Secretaria estadual de Governo, abordou, no último fim de semana, 112 veículos em São José de Ubá.


A fiscalização no município realizou 85 testes com o etilômetro, com 14 casos de alcoolemia e oito CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) recolhidas. As ações resultaram em 40 veículos multados e 10 rebocados.


A Operação Lei Seca é uma campanha educativa e de fiscalização, de caráter permanente, lançada em março de 2009. De janeiro até a madrugada desta quarta-feira (25/3), no Estado do Rio de Janeiro, 1.820.903 motoristas foram abordados, 357.401 foram multados, 76.613 veículos foram rebocados e 128.542 motoristas tiveram a CNH recolhida. Um total de 136.966 condutores sofreu sanções administrativas, sendo que 4.717 deles também sofreram sanções criminais. Os agentes realizaram 1.592.486 testes com o etilômetro.


Com informações da Imprensa RJ

sexta-feira, 27 de março de 2015

Atrações musicais da Exposição 2015 de Miracema


Origem do cartaz: Blog "O Vagalume"

Cabe ao Legislativo de Miracema decisão sobre indicação pelo Executivo da diretoria da CAPPS

Justiça determina que Legislativo de Miracema deve decidir sobre a mudança na forma de designação da diretoria da CAPPS: de eleição democrática  para indicação pelo Executivo.

A proposta de mudança para indicação da diretoria da CAPPS pelo Executivo é de autoria do prefeito Juedyr Orsay. Projeto de lei nesse sentido encontra-se em tramitação na Câmara Municipal, onde a maioria dos vereadores é situacionista.

Há mais de um ano que o prefeito Juedyr Orsay não efetua os repasses à CAPPS dos descontos previdenciários dos salários dos funcionários públicos municipais. A seguir, algumas fotos de miracemenses participando de manifestação contra o governo municipal.

Com informações e fotos do Blog”O Vagalume”



quinta-feira, 26 de março de 2015

FIRJAN realiza mais uma edição do Giro Moda em Itaperuna

Estilistas da Federação apresentaram as principais novidades confirmadas
para o Verão 2016/15 e as apostas de tendências para o Inverno 2016

Itaperuna, 26 de março de 2015

Estilista Carol Fernandes apresentou macrotendências
Empresários do setor de confecções do Noroeste Fluminense se reuniram nesta quarta-feira, dia 25, em Itaperuna, para mais uma edição do Giro Moda, promovido gratuitamente pelo Sistema FIRJAN. Nesta edição do evento, sediado no auditório da Representação Regional FIRJAN/CIRJ Noroeste Fluminense, foram apresentadas as principais novidades confirmadas para o Verão 2016/15 e as apostas de tendências para o Inverno 2016. Os resultados foram obtidos pela equipe da área de Moda da Gerência de Desenvolvimento Setorial da Federação após pesquisas em feiras, vitrines e desfiles da Europa.

“Todas as informações apresentadas no Giro Moda serão ferramentas fundamentais para que as coleções e o formato de negócios sejam mais assertivos, contribuindo para o fortalecimento e a competitividade das empresas”, ressaltou Milena Cariello, estilista do Sistema FIRJAN, que abriu o evento elencando o “Top 10” de tendências em alta no verão europeu para inspirar os empresários. Segundo ela, a influência do universo dos esportes na moda continua forte em coleções de grandes marcas. “As características do mundo esportivo têm poder de dar a um produto, por mais simples que ele seja, alto valor agregado”, explicou. Milena falou ainda sobre as apostas das principais grifes internacionais para lingerie, linha que corresponde à maior parte da produção regional no Noroeste Fluminense, além de novidades para moda praia e fitness.

Em sua apresentação, a estilista disse aos empresários que o e-commerce (comércio online) pode ser uma boa oportunidade para expansão do negócio. “Vender lingerie através do e-commerce, a princípio, pode ser um desafio, por isso é preciso encontrar meios para atrair os clientes”, disse ela, citando o exemplo de uma marca francesa de lingeries cujo site disponibiliza um questionário para entender o perfil e os gostos do cliente e, posteriormente, filtra opções de peças de acordo com as respostas.

As macrotendências de comportamento observadas pela equipe durante a viagem, que poderão nortear as empresas na elaboração de novos produtos, também foram abordadas durante o evento. “As macrotendências carregam aspectos econômicos, políticos, sociais, culturais, entre outros, que apontam caminhos e inspiram o empresário a repensar seu modelo de negócio e a buscar novas oportunidades”, disse a estilista do Sistema FIRJAN, Carol Fernandes. Ela também mostrou os pontos fortes detectados nas passarelas em relação a cores, materiais, estampas, detalhes e peças-chave para o Inverno 2016.

Na ocasião, os empresários também participaram de palestra sobre noções de Moulage, técnica de modelagem tridimensional, cujos moldes são feitos sobre um manequim. A modelista da Federação, Claudinéia Ferraz, apresentou ainda o processo de criação de algumas peças através do Moulage e exemplos de tendências para o Inverno 2016 e lingerie com a utilização da técnica.

Sistema Firjan - Assessoria de Imprensa Itaperuna

terça-feira, 24 de março de 2015

TCE-RJ inicia cursos nas regiões Norte e Noroeste

A Escola de Contas e Gestão do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (ECG/TCE-RJ) abre, nesta segunda-feira (23/3), a 4ª etapa do Projeto TCE-Escola Itinerante 2015. Realizados no município de Santo Antônio de Pádua, os cursos gratuitos serão destinados a servidores e gestores públicos de 18 municípios das regiões Norte e Noroeste do estado.
 
Os municípios beneficiados nesta etapa são: Aperibé, Bom Jesus do Itabapoana, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira, Italva, Itaocara, Itaperuna, Laje do Muriaé, Miracema, Natividade, Porciúncula, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra, São José de Ubá e Varre-Sai, além de Santo Antônio de Pádua.
 
Os interessados em participar da capacitação devem consultar a ECG sobre o período de inscrições, que varia de acordo com o cronograma dos cursos. Os temas são: Controle Interno; Unidades de Controle Interno – Fundamentos e Práticas; Procedimentos Prévios aos Contratos Administrativos: Licitação Pública, Atos de Dispensa e Inexigibilidade de Licitação; Contratos Administrativos, Termos de Parceria e Convênios (A nova Lei 13.019/14); Economicidade em Licitações e Contratos na Administração Pública – Compras e Serviços; Gestão de Contratos Administrativos; Prestação de Contas, Tomada de Contas e Tomada de Contas Especial; Gestão de Pessoal; e Língua Portuguesa – Dúvidas de Gramática e Produção de Texto.
 
O TCE-Escola Itinerante é desenvolvido pela Escola de Contas e Gestão, em parceria com os municípios, e os cursos são ministrados por servidores do TCE-RJ. Em Santo Antônio de Pádua, as aulas ocorrerão até 4/12 no Teatro Municipal Geraldo Tavares André (Rua Major Padilha, s/nº, Centro, próximo à AABB).
 
Para mais informações, acesse o portal da ECG (www.ecg.tce.rj.gov.br) ou ligue para (21) 2729-9531, 2729-9532 e 2729-9535.
 
TCE-RJ

Audiência pública vai discutir a qualidade da educação em Miracema

Município será o primeiro da região Noroeste Fluminense a receber o projeto do Ministério Público do Estado do Rio

Do "O Dia"

Rio - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) em parceria com o Ministério Público Federal (MPF) realizará, na sexta-feira (27), audiência pública para discutir a qualidade da educação básica no município de Miracema. O evento será às 9h30, na Casa de Cultura de Miracema, localizada na Praça Ary Parreira, 156, Centro. O objetivo da audiência é apresentar o projeto Ministério Público pela Educação (MPEduc) à sociedade e inseri-la na discussão sobre tema. Miracema será o primeiro município da região Noroeste Fluminense a receber o projeto.

O MPEduc identificará os motivos do baixo índice de desenvolvimento da educação básica (IDEB), que em Miracema foi de 5,3 para os anos iniciais do Ensino Fundamental e 4,8 para os anos finais do Ensino Fundamental, em 2013. O projeto também acompanhará a execução das políticas públicas na área da educação e a adequada destinação dos recursos públicos. Será verificada a existência e a efetividade dos conselhos sociais que atum na área, além de levar ao cidadão informações essenciais sobre seu direito a uma educação de qualidade e o seu dever em contribuir para a oferta adequada desse serviço.

O projeto MP pela Educação será realizado em três etapas: 1) diagnóstico das condições do serviço de educação ofertado pelas redes públicas de ensino básico; 2) apresentação de medidas corretivas aos Gestores Públicos; 3) prestação de contas à sociedade das providências adotadas e dos resultados obtidos.

Nesta primeira fase serão colhidas informações sobre diversos aspectos das escolas (alimentação, transporte, aspectos pedagógicos, inclusão, estrutura física e diretrizes pedagógicas) e sobre os próprios conselhos sociais (se cumprem a legislação, se possuem estrutura adequada, se fiscalizam as escolas periodicamente etc). Serão analisados o Conselho de Alimentação Escolar e o Conselho de Acompanhamento e Controle Social, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

As informações analisadas serão convertidas em um diagnóstico da rede escolar. Desta análise, o Ministério Público adotará as providências necessárias para resolver os problemas de maior impacto. Ao fim dos trabalhos, serão promovidas novas audiências públicas para informar à sociedade sobre as providências adotadas e os resultados obtidos.