segunda-feira, 27 de julho de 2015

Últimas postagens

27/jul
24/jul
20/jul
27/jul
23/jul
18/jul
27/jul
22/jul
16/jul
26/jul
22/jul
16/jul
25/jul
21/jul
16/jul
24/jul
21/jul
15/jul

Firjan: Sondagem Industrial no Noroeste Fluminense aponta recuo do volume de produção no segundo trimestre de 2015

Com informações da Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan

Firjan: número de empregados no primeiro semestre de 2015 diminuiu no Noroeste Fluminense

Com informações da Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan

Rio Rural cria banco para multiplicação de cana forrageira em Itaperuna

Objetivo é garantir a alimentação do gado em períodos de estiagem 

O Rio Rural, programa da Secretaria de Agricultura, em parceria com produtores de leite da microbacia Córrego das Posses, em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, iniciou projeto de pesquisa participativa com o objetivo de garantir a alimentação do gado em períodos de estiagem, quando há falta de pastagens. Realizado juntamente com a Associação dos Produtores Rurais do Vale do Muriaé, o trabalho integra as ações de mitigação dos efeitos da falta de chuvas na produção familiar.  

No mês passado, o coordenador do Núcleo de Pesquisa Participativa do Rio Rural Luiz Antônio de Oliveira, da Pesagro-Rio, se reuniu com a agricultora Eliane Cordeiro Rangel, presidente da associação, com objetivo de planejar a implantação de unidades de pesquisa para produção de variedades de cana adequadas à alimentação animal.  

Segundo Luiz Antônio, o principal resultado do projeto será a implantação de um banco para multiplicar o uso da cana forrageira na microbacia.  

- A associação vai produzir e fornecer as variedades de cana forrageira RB 867515 e RB 739735. Este trabalho proporcionará material com a genética adequada para que os criadores possam introduzir em seus sistemas produtivos este tipo de suplementação alimentar animal - explicou Luiz Antônio.  

As variedades estão previstas para serem instaladas em setembro deste ano. Em agosto, 43 produtores da associação vão participar de uma oficina, para trocar experiências sobre o manejo do sistema de produção.

Imprensa RJ

domingo, 26 de julho de 2015

Cartilha esclarece direitos e deveres de trabalhadores e empregadores domésticos

O Instituto Doméstica Legal lançou a Cartilha PEC das Domésticas para esclarecer sobre os novos direitos e deveres dos empregados e empregadores domésticos, após a publicação da Lei Complementar 150, de 1º de junho de 2015. A lei regulamentou a Emenda Constitucional 72, de 2 de abril de 2013 – resultado da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) das Domésticas, que estabeleceu a igualdade de direitos entre os trabalhadores domésticos e os demais trabalhadores urbanos e rurais.

A cartilha apresenta os conceitos de empregado doméstico e diarista e traz informações sobre assinatura da Carteira de Trabalho, descontos e benefícios do trabalhador, custos e deveres do empregador, entre outros assuntos. O guia reúne também as leis que regulamentam o emprego doméstico.

Segundo o presidente do Instituto Doméstica Legal, Mario Avelino, como é uma regulamentação nova, as pessoas ainda têm muitas dúvidas sobre as normas e os prazos de início da vigência. Ele disse que "a ficha vai cair a partir de outubro”, quando os empregadores, que hoje recolhem 12% para a Previdência Social sobre o salário do empregado, passarão a recolher 20% em tributos.

Entretanto, Avelino esclarece que muitas obrigações não financeiras já estão valendo, como o controle de ponto e os adicionais noturno e de viagem. “A lei está justa, equilibrada e exequível. Ela é boa, vai ser benéfica e minimizar a situação de informalidade. E a cartilha foi criada para tirar as dúvidas e conscientizar os dois lados”, disse.

A cartilha pode ser acessada aqui. Também é possível receber o material gratuitamente por e-mail, informando o endereço no site Doméstica Legal.

Mario Avelino diz ainda que muitos empregadores esperam pela criação do Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos (Redom), que também deverá ser lançado pelo governo federal até outubro. Antes da emenda, a legislação já obrigava empregadores a recolher a contribuição previdenciária dos empregados domésticos. O Redom permitirá a renegociação das dívidas relativas a  essa contribuição com vencimentos até 30 de abril de 2013.
 
Com informações da Agência Brasil

sábado, 25 de julho de 2015

43º Festival do Arroz em Laje do Muriaé (2015)


Decisão do Juiz da Comarca determina que menores de 14 anos podem participar da festa, desde que acompanhados de seus responsáveis.

Com informações do Blog do Adilson Ribeiro

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Justiça decreta bloqueio dos bens do prefeito de Cardoso Moreira

Prefeito e outros quatro são suspeitos de envolvimento na compra superfaturada de terreno

Do R7

Igreja Matriz de Cardoso Moreira. Foto: panoramio.com
O juiz Rodrigo Pinheiro Rebouças, titular da Comarca de Italva/Cardoso Moreira, concedeu, nesta terça-feira (21), liminar decretando a indisponibilidade dos bens do prefeito Genivaldo da Silva Cantarino, e de outros quatro acusados de envolvimento na compra superfaturada de um terreno pelo município de Cardoso Moreira, no Norte Fluminense. A informação foi confirmada pelo TJRJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro).

Na ação civil de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, ajuizada pelo MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), o terreno teria sido comprado por Maria Nilza Carvalho Pinheiro, companheira do irmão do prefeito, Nivaldo da Silva Cantarino, em janeiro de 2013, por cerca de R$ 65 mil reais. Em seguida, o mesmo terreno foi vendido à prefeitura, dez meses depois, por cerca de R$ 300 mil reais.

Na decisão, o juiz estabeleceu montante de R$ 1,2 milhão (valor total da venda do terreno mais multa de até três vezes) de aporte para garantia do ressarcimento aos cofres públicos e quebra do sigilo fiscal para que a Receita Federal encaminhe cópia das declarações de imposto de renda dos acusados.

R7, exceto a foto

Mamógrafo móvel estaciona em Miracema para atender 14 municípios

Equipamento fica no município até o dia 12 de agosto

Moradores de Miracema e de outros 13 municípios da Região Noroeste Fluminense poderão contar, até o dia 12 de agosto, com Mamógrafo Móvel da Secretaria de Saúde. O equipamento está montado na Praça Ary Parreira (da Igreja Matriz), no Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados e feriados, das 8h às 15h.

O equipamento beneficia também pacientes de Itaperuna, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Itaocara, Cambuci, Varre-Sai, Porciúncula, Natividade, Bom Jesus do Itabapoana, Laje do Muriaé, São José de Ubá, Italva e Cardoso Moreira.


A unidade de Mamografia Móvel é destinada exclusivamente ao atendimento da saúde da mulher e disponibiliza a realização de exames digitais de mamografia e ultrassonografia a pacientes do Sistema Único de Saúde. Também pode realizar biópsias mamárias no local, caso o médico detecte alteração no procedimento, acelerando o diagnóstico e o tratamento.


180 mil exames


Os serviços móveis de diagnóstico por imagem do Governo do Rio bateram a marca de 180 mil procedimentos realizados, com investimento de R$ 13,4 milhões em equipamentos.


Com informações da Imprensa RJ.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

40º Festival do Vinho em Varre-Sai (2015)


Os ingressos podem ser adquiridos através do site www.wayticket.com.br, no valor de R$ 45,00. Somente será permitida a entrada de maiores de 18 anos. O adquirente do ingresso via internet deverá imprimir o comprovante (voucher) para retirar o caneco no posto de troca em Varre-Sai, a partir do dia 22/07 (em horário comercial) até às 14 horas do dia 26/07.

Com informações da Prefeitura Municipal de Varre-Sai

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Rio Rural apoiará projetos estruturantes de até R$ 500 mil

Incentivos não reembolsáveis vão contemplar ações de desenvolvimento sustentável
As entidades proponentes devem ser formadas por, no mínimo, 20 produtores e a maioria deles deve ser agricultores familiares, pequenos produtores, jovens e mulheres

Uma equipe formada pelos gerentes dos programas da Secretaria de Agricultura e suas empresas vinculadas – Emater-Rio e Pesagro-Rio – trabalha no lançamento da primeira chamada pública a projetos estruturantes do programa Rio Rural.

Previsto para setembro deste ano, o edital elaborado pelo Grupo Executivo de Subprojetos Estruturantes vai contemplar associações, cooperativas e condomínios de agricultores. Cada proposta poderá pleitear incentivos de até R$ 500 mil do programa, não reembolsáveis, para ações de desenvolvimento sustentável de cadeias produtivas estratégicas para o estado.

- Serão aceitas propostas para as cadeias de orgânicos, leite, olericultura, fruticultura, floricultura e cafeicultura. As entidades proponentes devem ser formadas por, no mínimo, 20 produtores e a maioria deles deve ser agricultores familiares, pequenos produtores, jovens e mulheres - disse Marcos Jogaib, do núcleo de cadeias produtivas do Rio Rural.

Segundo o secretário de Agricultura, Christino Áureo, o setor rural fluminense será impulsionado.

- O incentivo aos projetos estruturantes trará estímulo ao associativismo, à organização social e ao planejamento coletivo da produção no estado - afirmou o secretário.

O diagnóstico das cadeias produtivas ainda será validado em reunião com técnicos e representantes de associações de produtores. Após a aprovação final, será realizada a chamada pública através do site www.microbacias.rj.gov.br.


Secretaria de Agricultura investe R$ 3,5 milhões na manutenção de estradas vicinais

Serão aplicados 34 mil m³ de bica corrida em estradas de microbacias atendidas pelo programa Rio Rural

Uma mistura de pedras de números um e zero e pó de pedra, conhecida como bica corrida, faz a diferença na durabilidade da manutenção das estradas vicinais nas áreas rurais do estado, facilitando o escoamento de produtos agropecuários e a trafegabilidade da população do campo.

O programa Estradas da Produção, da Secretaria de Agricultura, que desde sua criação, em 2010, já realizou recuperação e manutenção em quase 30 mil quilômetros dessas vias, inicia mais uma etapa de aplicação desse revestimento primário. Serão aplicados 34 mil m³ do material em estradas de microbacias atendidas pelo programa Rio Rural, com investimento de R$ 3,5 milhões.

Os trabalhos iniciados nos municípios de Varre-Sai, Itaocara e Itaperuna estão deixando os produtores e suas famílias satisfeitos com a melhoria da trafegabilidade das vias.

Produtor de café em Varre-Sai e diretor da Cooperativa de Produtores de Café do Noroeste Fluminense, José Pinto acredita que as condições das estradas facilitarão o escoamento da cafeicultura.

O trabalho foi iniciado na localidade de Morro do Espelho, que reúne o maior número de produtores no município.

Com informações da Imprensa RJ