quinta-feira, 19 de julho de 2018

Programação de julho do Teatro SESI Itaperuna


Quatro unidades da Faetec no Noroeste Fluminense oferecem vagas para cursos de qualificação profissional (2018 3ª rodada)

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) torna pública a abertura de inscrições relativa à oferta de vagas para os cursos de Formação Inicial e Continuada ou Qualificação Profissional 2018 3a rodada.

O período de inscrições se encerrará no dia 27 de julho de 2018 às 23h59min.

No Noroeste Fluminense, quatro unidades da Faetec (Itaocara, Itaperuna, Miracema e Santo Antônio de Pádua) oferecem vagas conforme a tabela abaixo:

UNIDADE
CURSO
VAGAS
FAETEC ITAOCARA
INFORMÁTICA - AMBIENTE WINDOWS I
25
INFORMÁTICA - AMBIENTE WINDOWS II
25
FAETEC ITAPERUNA
COSTUREIRO
40
ESPANHOL BÁSICO
25
ESPANHOL INTERMEDIÁRIO
25
EXCEL AVANÇADO
20
INFORMÁTICA - AMBIENTE WINDOWS I
80
INFORMÁTICA - AMBIENTE WINDOWS II
40
INGLÊS BÁSICO
50
INGLÊS INTERMEDIÁRIO
50
MODELISTA
40
MONTADOR E REPARADOR DE COMPUTADORES
14
OPERADOR DE EDITORAÇÃO ELETRÔNICA
20
FAETEC MIRACEMA
ASSISTENTE DE RECURSOS HUMANOS
30
ASSISTENTE DE SECRETARIA ESCOLAR
30
CUIDADOR DE IDOSOS
30
ELETRICISTA INSTALADOR PREDIAL DE BAIXA TENSÃO
30
ESPANHOL BÁSICO
90
ESPANHOL INTERMEDIÁRIO
30
GARÇON
30
INFORMÁTICA - AMBIENTE WINDOWS I
25
INFORMÁTICA - AMBIENTE WINDOWS II
25
INGLÊS BÁSICO
90
INGLÊS INTERMEDIÁRIO
30
TEATRO MUSICAL
30
FAETEC SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
ESPANHOL INTERMEDIÁRIO
15
INFORMÁTICA - AMBIENTE WINDOWS I
30
INFORMÁTICA - AMBIENTE WINDOWS II
15
INFORMÁTICA COMERCIAL - OFFICE E WINDOWS
15
MONTADOR E REPARADOR DE COMPUTADORES
15
PROGRAMADOR WEB
30

segunda-feira, 16 de julho de 2018

SESI promove curso gratuito de capacitação em editais culturais em Campos e Itaperuna

O SESI Cultural oferece nos dias 18/07 em Campos e 19/07 em Itaperuna, das 17h30 às 22h, o Curso de Capacitação em Editais Culturais. O objetivo é proporcionar a compreensão das etapas de um projeto cultural: elaboração, execução e prestação de contas. O projeto também vai oferecer orientações básicas para a formalização da empresa proponente e sobre como utilizar sistemas de inscrições online. 

A ideia é oferecer oportunidade para os talentos locais possam estar preparados para participar de editais e, dessa forma, se apresentarem em grandes palcos. 

A capacitação é voltada para pessoas maiores de 18 anos e é recomendável que tenham o Ensino Médio completo ou em curso e que já tenha atuação na área artística e/ou cultural. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.firjan.com.br/caravanas

A Caravana vai fazer a capacitação para inscrições em três editais a serem lançados pelo SESI Cultural. “Programa de Fomento às Artes” vai selecionar projetos inéditos de artes cênicas (teatro, circo e dança), artes visuais (desenho, pintura, escultura, gravura, instalação e fotografia) e música para apoio financeiro. “Novos Talentos da Música” vai contemplar 12 projetos (bandas ou artistas independentes), que receberão recursos financeiros para a produção de um videoclipe de música inédita. O SESI também disponibilizará um estúdio para a produção de um fonograma da mesma música. E o “Novos Talentos do Teatro” vai selecionar dez companhias de teatro que irão montar, cada uma, um espetáculo a partir da escolha de um dos textos inéditos desenvolvidos em todas as edições do Núcleo de Dramaturgia SESI.

Consultora 
A produtora, gestora cultural, jornalista e publicitária Sassá Samico é responsável pela elaboração do conteúdo e por ministrar a capacitação da Caravana. Nos últimos anos (2009 – 2018) atuou como Coordenadora Geral da Superintendência de Artes da Secretaria Estadual de Cultura, responsável por desenvolver ações nas áreas de artes cênicas (teatro, circo e dança), artes visuais (pintura, escultura, fotografia e instalação) e música. Dentre suas principais funções, elaborou, desenvolveu e coordenou diversos editais de fomento direto, além de acompanhar os projetos selecionados. Participou de diversas comissões de avaliação e seleção de projetos de editais de fomento direto, lançados pela Superintendência de Artes

Outras informações
Assessoria de Imprensa Regional Norte e Noroeste Fluminense
+55 (22) 2736-9628/ (22) 99870-0358

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Itaperuna tem o maior índice de desenvolvimento municipal do Estado do RJ segundo estudo da Firjan

Segundo algoritmo criado pela Firjan (IFDM - Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal) para medir o desenvolvimento socioeconômico dos municípios brasileiros, em 2016 Itaperuna ficou em 1º lugar no Estado do Rio e 265º no âmbito nacional.

Além de Itaperuna, outros municípios do Noroeste Fluminense também tiveram boas colocações no ranking do Estado do RJ: São José de Ubá ficou na 16ª posição, em seguida Santo Antônio de Pádua (21ª), Aperibé (29ª), Italva (33ª), Natividade (35ª), ...

Em um município da região (Itaperuna), a categoria de desenvolvimento é considerada alta e nos outros 12 municípios considerada moderada.

O IFDM é baseado nas estatísticas oficiais sobre Emprego & renda, Educação e Saúde, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Educação e Saúde são os índices que mais contribuíram para elevar o IFDM consolidado dos municípios do Noroeste. Em 11 municípios o IFDM Educação é de desenvolvimento alto e nos outros 2 municípios de desenvolvimento moderado. O IFDM Saúde é de desenvolvimento alto em 7 municípios e moderado nos outros 5. Já o IFDM Emprego & renda é considerado moderado somente em 1 município (Itaperuna); regular em 8; e baixo em 4.

De 2015 para 2016, cinco municípios do Noroeste Fluminense tiveram aumento no IFDM  (Itaperuna, Aperibé, Bom Jesus do Itabapoana, Varre-Sai e Cambuci), enquanto nos demais municípios o IFDM caiu.

O IFDM varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias de desenvolvimento: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4 a 0,6), moderado (de 0,6 a 0,8) e alto (0,8 a 1). Ou seja, quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade.


domingo, 24 de junho de 2018

Noroeste Fluminense perde 13 postos de trabalho formal em maio

Resultado foi puxado por demissões no comércio de Itaperuna

Em maio, a região perdeu 13 postos de trabalho (-57 na microrregião Itaperuna e +44 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Em maio do ano passado o resultado na região foi mais negativo (-27).

Em Bom Jesus do Itabapoana foram abertas 20 vagas, em seguida Santo Antônio de Pádua (20), São José de Ubá (14), Miracema (7), Cambuci e Porciúncula (6 cada um). Nos demais municípios o saldo geral de empregos foi negativo, tendo em Itaperuna a maior perda (-55).

O comércio fechou 81 postos de trabalho (-87 na microrregião Itaperuna e +6 na microrregião Santo Antônio de Pádua), enquanto serviços abriram 25 (+2 na microrregião Itaperuna e +23 na microrregião Santo Antônio de Pádua) e indústria de transformação 15 (+1 na microrregião Itaperuna e +14 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Construção civil também abriu 13  vagas (+10 na microrregião Itaperuna e +3 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

De janeiro a maio, a região acumula abertura de 591 postos de trabalho (+601 na microrregião Itaperuna e -10 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Neste mesmo período do ano passado, a região registrou abertura de apenas 26 vagas.

A maior parte destas vagas foi aberta em Itaperuna (418), em seguida Natividade (85), Bom Jesus do Itabapoana (59), São José de Ubá (44), Porciúncula (25), Laje do Muriaé (23), Cambuci (5), Itaocara (4) e Varre-Sai (2). Nos demais municípios houve perdas de vagas, tendo em Miracema a maior perda (29).

Serviços foi o setor que mais acumulou criação de novas vagas, 569 (+527 na microrregião Itaperuna e +42 na microrregião Santo Antônio de Pádua), em seguida 90 vagas na indústria de transformação (+106 na microrregião Itaperuna e +16 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Comércio acumula perda de 51 vagas (-30 na microrregião Itaperuna e -21 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

Municípios compreendidos nas microrregiões do Noroeste Fluminense: Itaperuna – Bom Jesus do Itabapoana, Italva, Itaperuna, Laje do Muriaé, Natividade, Porciúncula e Varre-Sai; e Santo Antônio de Pádua – Aperibé, Cambuci, Itaocara, Miracema, Santo Antônio de Pádua e São José de Ubá.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

PIB 2015 do Noroeste Fluminense cresce 8%

Em 2015, o PIB (a preços de mercado) do Noroeste Fluminense cresceu 7,69% em comparação ao PIB de 2014. Em valor, cresceu R$ 522 milhões, passando de R$ 6,785 bilhões em 2014 para R$ 7,307 bilhões em 2015. O PIB do Noroeste representa 1,% do PIB do Estado do Rio.

Dos 13 municípios da região, 4 concentram 70% do PIB: Itaperuna (32%), Itaocara (15%), Santo Antônio de Pádua (14%) e Bom Jesus do Itabapoana (9%). Os investimentos realizados na construção da Usina Hidrelétrica de Itaocara colocou o município em 2º lugar no ranking dos maiores PIB da região.

A atividade econômica predominante na região é serviços, representando 82% do Valor Adicionado Bruto, sendo 32% relativo à administração pública. Somente nos 5 maiores municípios (os 4 citados anteriormente mais Miracema) que o valor referente à administração pública não ultrapassa ao valor restante relativo a serviços, o que demonstra maior dependência do município aos empregos gerados na prefeitura. 

Em seguida indústria, com participação de 13%. A agropecuária tem a menor representação, com participação de apenas 6%.

O PIB que mais avançou de 2014 para 2015 na região foi o de Miracema (17%). Em seguida Porciúncula (16%), Italva (15%) e Varre-Sai (14%). Nos demais municípios da região também houve aumento do PIB, com exceção de Natividade e Laje do Muriaé que tiveram queda de 7% e 4%, respectivamente.


quinta-feira, 24 de maio de 2018

Noroeste abre 91 postos de trabalho formal em abril e 604 no acumulado do ano

Em abril, o Noroeste Fluminense abriu 91 postos de trabalho com carteira assinada (+78 na microrregião Itaperuna e +13 na microrregião Santo Antônio de Pádua), segundo registros feitos pelos empregadores no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Neste mesmo mês do ano passado foram abertos 200 postos de trabalho na região. 

Em Itaperuna foi aberto o maior número de vagas (46). Em seguida 25 em Bom Jesus do Itabapoana, 15 em São José de Ubá, 14 em Cambuci, 10 em Varre-Sai e 3 em Natividade. Em Italva e Santo Antônio de Pádua não foram abertas e nem fechadas vagas. Nos demais municípios houve perdas de vagas, sendo em Miracema o número mais elevado (-10).

No setor serviços foi aberto o maior número de vagas, 96 (+75 na microrregião Itaperuna e +21 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Em seguida na construção civil, com 49 vagas abertas (-3 na microrregião Itaperuna e +28 na microrregião Santo Antônio de Pádua), e na extração mineral, com 10 (-1 na microrregião Itaperuna e +11 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

Indústria de transformação registrou o maior número de perdas de vagas: -32 (-9 na microrregião Itaperuna e -23 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

No acumulado do ano até abril, o saldo de vagas na região foi positivo em 604 postos de trabalho (+658 na microrregião Itaperuna e -54 na microrregião Santo Antônio de Pádua).  Neste mesmo período do ano anterior a região abriu 513 vagas.

Os novos postos de trabalho abertos na região vêm sendo puxados por Itaperuna, que acumula no período saldo de 473 novas vagas. Em seguida por Natividade, com 98, Bom Jesus do Itabapoana, com 39, São José de Ubá, com 30, Laje do Muriaé, com 21, Porciúncula, com 19, Varre-Sai, com 13, e Itaocara, com 3. Nos demais municípios houve perdas de vagas, com destaque para Santo Antônio de Pádua e Miracema, que perderam 37 e 36 vagas, respectivamente.

Com 544 vagas criadas, serviços é destaque (+525 na microrregião Itaperuna e +19 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Em seguida indústria de transformação, com 75 novas vagas (+105 na microrregião Itaperuna e -30 na microrregião Santo Antônio de Pádua) e comércio, com abertura de 30 vagas (+57 na microrregião Itaperuna e -27 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

Municípios compreendidos nas microrregiões do Noroeste Fluminense: Itaperuna – Bom Jesus do Itabapoana, Italva, Itaperuna, Laje do Muriaé, Natividade, Porciúncula e Varre-Sai; e Santo Antônio de Pádua – Aperibé, Cambuci, Itaocara, Miracema, Santo Antônio de Pádua e São José de Ubá.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Instituto Miracemense de Educação Tecnológica (IMETEC) abre pré-inscrição para cursos técnicos


A Prefeitura de Miracema inaugurou na última sexta – feira (18), o Instituto Miracemense de Educação Tecnológica (IMETEC). O local escolhido para abrigar os cursos foi à escola Maria da Salete F. Ribeiro, ao lado da quadra do Colégio Estadual Deodato Linhares.

A nova escola técnica do município vem com o selo do SAPE (Sociedade Além – Paraíba de Educação), que atua no mercado desde 1946, sendo reconhecida pela UNESCO (Organização das Nações Unidas Para a Educação, a Ciência e a Cultura).

A partir desta segunda – feira (21) o IMETEC estará realizando a pré – Inscrição dos interessados, sendo certo que as aulas serão administradas pela manhã , tarde e noite. Maiores informações sobre o processo de seleção pode ser feito através do tel. (22) 3852 – 1063.

São 23 cursos oferecidos: cabeleireiro, barbeiro, manicure/pedicure, maquiagem, designer de sobrancelha, depilação, CIPA, NR10 (Segurança em Instalações Elétricas), NR 35, auxiliar de consultório dentário, técnicas de curativo, primeiros socorros elementares, refrigeração, eletricista industrial, mecânica automotiva, vidraceiro, fotografia, corte e costura, taifeiro, saloneiro, ajudante de cozinha e pedreiro.