segunda-feira, 2 de julho de 2018

Itaperuna tem o maior índice de desenvolvimento municipal do Estado do RJ segundo estudo da Firjan

Segundo algoritmo criado pela Firjan (IFDM - Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal) para medir o desenvolvimento socioeconômico dos municípios brasileiros, em 2016 Itaperuna ficou em 1º lugar no Estado do Rio e 265º no âmbito nacional.

Além de Itaperuna, outros municípios do Noroeste Fluminense também tiveram boas colocações no ranking do Estado do RJ: São José de Ubá ficou na 16ª posição, em seguida Santo Antônio de Pádua (21ª), Aperibé (29ª), Italva (33ª), Natividade (35ª), ...

Em um município da região (Itaperuna), a categoria de desenvolvimento é considerada alta e nos outros 12 municípios considerada moderada.

O IFDM é baseado nas estatísticas oficiais sobre Emprego & renda, Educação e Saúde, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Educação e Saúde são os índices que mais contribuíram para elevar o IFDM consolidado dos municípios do Noroeste. Em 11 municípios o IFDM Educação é de desenvolvimento alto e nos outros 2 municípios de desenvolvimento moderado. O IFDM Saúde é de desenvolvimento alto em 7 municípios e moderado nos outros 5. Já o IFDM Emprego & renda é considerado moderado somente em 1 município (Itaperuna); regular em 8; e baixo em 4.

De 2015 para 2016, cinco municípios do Noroeste Fluminense tiveram aumento no IFDM  (Itaperuna, Aperibé, Bom Jesus do Itabapoana, Varre-Sai e Cambuci), enquanto nos demais municípios o IFDM caiu.

O IFDM varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias de desenvolvimento: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4 a 0,6), moderado (de 0,6 a 0,8) e alto (0,8 a 1). Ou seja, quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade.


domingo, 24 de junho de 2018

Noroeste Fluminense perde 13 postos de trabalho formal em maio

Resultado foi puxado por demissões no comércio de Itaperuna

Em maio, a região perdeu 13 postos de trabalho (-57 na microrregião Itaperuna e +44 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Em maio do ano passado o resultado na região foi mais negativo (-27).

Em Bom Jesus do Itabapoana foram abertas 20 vagas, em seguida Santo Antônio de Pádua (20), São José de Ubá (14), Miracema (7), Cambuci e Porciúncula (6 cada um). Nos demais municípios o saldo geral de empregos foi negativo, tendo em Itaperuna a maior perda (-55).

O comércio fechou 81 postos de trabalho (-87 na microrregião Itaperuna e +6 na microrregião Santo Antônio de Pádua), enquanto serviços abriram 25 (+2 na microrregião Itaperuna e +23 na microrregião Santo Antônio de Pádua) e indústria de transformação 15 (+1 na microrregião Itaperuna e +14 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Construção civil também abriu 13  vagas (+10 na microrregião Itaperuna e +3 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

De janeiro a maio, a região acumula abertura de 591 postos de trabalho (+601 na microrregião Itaperuna e -10 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Neste mesmo período do ano passado, a região registrou abertura de apenas 26 vagas.

A maior parte destas vagas foi aberta em Itaperuna (418), em seguida Natividade (85), Bom Jesus do Itabapoana (59), São José de Ubá (44), Porciúncula (25), Laje do Muriaé (23), Cambuci (5), Itaocara (4) e Varre-Sai (2). Nos demais municípios houve perdas de vagas, tendo em Miracema a maior perda (29).

Serviços foi o setor que mais acumulou criação de novas vagas, 569 (+527 na microrregião Itaperuna e +42 na microrregião Santo Antônio de Pádua), em seguida 90 vagas na indústria de transformação (+106 na microrregião Itaperuna e +16 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Comércio acumula perda de 51 vagas (-30 na microrregião Itaperuna e -21 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

Municípios compreendidos nas microrregiões do Noroeste Fluminense: Itaperuna – Bom Jesus do Itabapoana, Italva, Itaperuna, Laje do Muriaé, Natividade, Porciúncula e Varre-Sai; e Santo Antônio de Pádua – Aperibé, Cambuci, Itaocara, Miracema, Santo Antônio de Pádua e São José de Ubá.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

PIB 2015 do Noroeste Fluminense cresce 8%

Em 2015, o PIB (a preços de mercado) do Noroeste Fluminense cresceu 7,69% em comparação ao PIB de 2014. Em valor, cresceu R$ 522 milhões, passando de R$ 6,785 bilhões em 2014 para R$ 7,307 bilhões em 2015. O PIB do Noroeste representa 1,% do PIB do Estado do Rio.

Dos 13 municípios da região, 4 concentram 70% do PIB: Itaperuna (32%), Itaocara (15%), Santo Antônio de Pádua (14%) e Bom Jesus do Itabapoana (9%). Os investimentos realizados na construção da Usina Hidrelétrica de Itaocara colocou o município em 2º lugar no ranking dos maiores PIB da região.

A atividade econômica predominante na região é serviços, representando 82% do Valor Adicionado Bruto, sendo 32% relativo à administração pública. Somente nos 5 maiores municípios (os 4 citados anteriormente mais Miracema) que o valor referente à administração pública não ultrapassa ao valor restante relativo a serviços, o que demonstra maior dependência do município aos empregos gerados na prefeitura. 

Em seguida indústria, com participação de 13%. A agropecuária tem a menor representação, com participação de apenas 6%.

O PIB que mais avançou de 2014 para 2015 na região foi o de Miracema (17%). Em seguida Porciúncula (16%), Italva (15%) e Varre-Sai (14%). Nos demais municípios da região também houve aumento do PIB, com exceção de Natividade e Laje do Muriaé que tiveram queda de 7% e 4%, respectivamente.


quinta-feira, 24 de maio de 2018

Noroeste abre 91 postos de trabalho formal em abril e 604 no acumulado do ano

Em abril, o Noroeste Fluminense abriu 91 postos de trabalho com carteira assinada (+78 na microrregião Itaperuna e +13 na microrregião Santo Antônio de Pádua), segundo registros feitos pelos empregadores no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Neste mesmo mês do ano passado foram abertos 200 postos de trabalho na região. 

Em Itaperuna foi aberto o maior número de vagas (46). Em seguida 25 em Bom Jesus do Itabapoana, 15 em São José de Ubá, 14 em Cambuci, 10 em Varre-Sai e 3 em Natividade. Em Italva e Santo Antônio de Pádua não foram abertas e nem fechadas vagas. Nos demais municípios houve perdas de vagas, sendo em Miracema o número mais elevado (-10).

No setor serviços foi aberto o maior número de vagas, 96 (+75 na microrregião Itaperuna e +21 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Em seguida na construção civil, com 49 vagas abertas (-3 na microrregião Itaperuna e +28 na microrregião Santo Antônio de Pádua), e na extração mineral, com 10 (-1 na microrregião Itaperuna e +11 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

Indústria de transformação registrou o maior número de perdas de vagas: -32 (-9 na microrregião Itaperuna e -23 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

No acumulado do ano até abril, o saldo de vagas na região foi positivo em 604 postos de trabalho (+658 na microrregião Itaperuna e -54 na microrregião Santo Antônio de Pádua).  Neste mesmo período do ano anterior a região abriu 513 vagas.

Os novos postos de trabalho abertos na região vêm sendo puxados por Itaperuna, que acumula no período saldo de 473 novas vagas. Em seguida por Natividade, com 98, Bom Jesus do Itabapoana, com 39, São José de Ubá, com 30, Laje do Muriaé, com 21, Porciúncula, com 19, Varre-Sai, com 13, e Itaocara, com 3. Nos demais municípios houve perdas de vagas, com destaque para Santo Antônio de Pádua e Miracema, que perderam 37 e 36 vagas, respectivamente.

Com 544 vagas criadas, serviços é destaque (+525 na microrregião Itaperuna e +19 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Em seguida indústria de transformação, com 75 novas vagas (+105 na microrregião Itaperuna e -30 na microrregião Santo Antônio de Pádua) e comércio, com abertura de 30 vagas (+57 na microrregião Itaperuna e -27 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

Municípios compreendidos nas microrregiões do Noroeste Fluminense: Itaperuna – Bom Jesus do Itabapoana, Italva, Itaperuna, Laje do Muriaé, Natividade, Porciúncula e Varre-Sai; e Santo Antônio de Pádua – Aperibé, Cambuci, Itaocara, Miracema, Santo Antônio de Pádua e São José de Ubá.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Instituto Miracemense de Educação Tecnológica (IMETEC) abre pré-inscrição para cursos técnicos


A Prefeitura de Miracema inaugurou na última sexta – feira (18), o Instituto Miracemense de Educação Tecnológica (IMETEC). O local escolhido para abrigar os cursos foi à escola Maria da Salete F. Ribeiro, ao lado da quadra do Colégio Estadual Deodato Linhares.

A nova escola técnica do município vem com o selo do SAPE (Sociedade Além – Paraíba de Educação), que atua no mercado desde 1946, sendo reconhecida pela UNESCO (Organização das Nações Unidas Para a Educação, a Ciência e a Cultura).

A partir desta segunda – feira (21) o IMETEC estará realizando a pré – Inscrição dos interessados, sendo certo que as aulas serão administradas pela manhã , tarde e noite. Maiores informações sobre o processo de seleção pode ser feito através do tel. (22) 3852 – 1063.

São 23 cursos oferecidos: cabeleireiro, barbeiro, manicure/pedicure, maquiagem, designer de sobrancelha, depilação, CIPA, NR10 (Segurança em Instalações Elétricas), NR 35, auxiliar de consultório dentário, técnicas de curativo, primeiros socorros elementares, refrigeração, eletricista industrial, mecânica automotiva, vidraceiro, fotografia, corte e costura, taifeiro, saloneiro, ajudante de cozinha e pedreiro.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Soffiati - Revisitando o norte-noroeste fluminense (IV): eixo médio Itabapoana - foz

O Blog do Roberto Moraes publicou a quarta etapa do trabalho de campo do professor e ecologista Aristides Arthur Soffiati Neto: Revisitando o norte-noroeste fluminense (IV): eixo médio Itabapoana – foz.

Nesta etapa o professor saiu de Campos em direção a Bom Jesus do Itabapoana e entrou no Espírito Santo, passando pelos municípios de Bom Jesus do Norte, Apiacá, Mimoso do Sul e Presidente Kenedy, retornando ao Estado do Rio de Janeiro pelo município de São Francisco de Itabapoana e daí para Campos.

Soffiati descreve a excursão com muita riqueza de detalhes históricos e compara com a situação atual, nos levando imaginariamente junto dele  na excursão.

Link para as etapas anteriores da excursão do professor:

. Revisitando o noroeste fluminense (I): eixo Muriaé


. Revisitando a zona serrana do norte fluminense III: eixo do complexo rio Iguaçu-lagoa Feia-rio Ururaí-lagoa de Cima-rio Imbé .

Em excursão futura, Soffiati pretende seguir o rio Itabapoana de Bom Jesus do Itabapoana às suas nascentes em Espera Feliz e Alto Caparaó, municípios da Zona da Mata Mineira. Vamos aguardar!

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Novo livro do conterrâneo Sávio Freire Bruno: "O abraço do muriqui"


Conheça um dos mais novos lançamentos da Eduff! "O abraço do muriqui", organizado por Sávio Freire Bruno, acaba de chegar na Livraria Icaraí e está disponível também pelo site www.eduff.uff.br

O livro “O abraço do muriqui” trata de diversas espécies de animais da Mata Atlântica que estão ameaçadas de extinção. 

Algumas outras obras de Sávio Freire Bruno:


Espetáculo infantil "O jogo" no Teatro SESI Itaperuna neste domingo (13/05)

O espetáculo “O jogo” é uma viagem bem humorada pelo mundo dos esportes vivida pelos palhaços Lola (Ana Carolina Sauwen), Arlindo Ovelha (Matheus Lima) e Custódio (Tiago Quites). Entre as aventuras, uma prova de natação no fundo de um mar habitado por sereias, peixes e até tubarões, uma mistura de boxe com karatê que acaba em dança e uma bola com medo de ser atingida por um taco em uma partida de golfe são algumas das hilárias situações. Halterofilismo, ginástica rítmica e corrida de cavalos também ganham em cena uma visão cômica e imaginativa dos palhaços. A peça promete uma emocionante e divertida partida onde muito mais importante do que ganhar ou perder é o prazer de jogar.

Durante o espetáculo, na plateia, pais e filhos se envolvem com as mais variadas modalidades esportivas enquanto assistem às inúmeras aventuras vividas pelo elenco, formado por palhaços. 


Tudo isso embalado por uma trilha sonora com músicas de orquestra que ditam os rumos dos personagens, como nos antigos desenhos animados, e um cenário que cria os mais distintos universos de cada um dos esportes durante a apresentação. “O Jogo” recebeu os prêmios CBTIJ 2016 e o Zilka Sallaberry 2017. 

A peça será apresentada no dia 13/05 em Itaperuna, às 15h. Os ingressos custam R$12,00 ( inteira) e R$6,00 ( meia). O Teatro SESI Itaperuna está localizado à Av. Deputado José de Cerqueira Garcia, número 883, bairro Presidente Costa e Silva.


Com informações da Assessoria de Imprensa Regional Norte e Noroeste Fluminense do Sistema Firjan.