quinta-feira, 30 de julho de 2015

Lobo-guará é capturado em Miracema

Foi capturado ontem (29), um lobo-guará no entorno da torre da Rádio Princesinha do Norte, que fica localizada na Usina Santa Rosa, nas proximidades do bairro Jardim Beverly, em Miracema. Segundo relatos, o lobo havia invadido a casa de morador da localidade.


De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), o estado de conservação da espécie é pouco preocupante, mas no Brasil o lobo-guará é considerado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) uma espécie ameaçada de extinção, com estado de conservação vulnerável.

Atualização às 13:50h: segundo o Plantão de Polícia, o lobo-guará invadiu uma residência situada na Rua Estorgilda Dias Sentineli, no Jardim Bervely, em Miracema. Por volta das 23:30h desta quarta-feira (29), uma moradora notou a presença do animal no banheiro de sua residência e se assustou, trancando-o e correndo em direção à rua em busca de ajuda.

Atualização às 14:25h, para introdução do vídeo:

video

Com informações do Wikipédia

quarta-feira, 29 de julho de 2015

SENAI Rio oferece cursos técnicos em Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna e Santo Antônio de Pádua

Ao todo são 606 vagas oferecidas no segundo semestre, nas áreas de automação, construção civil, eletricidade, gestão, logística, metalurgia, petróleo, segurança e tecnologia da informação, distribuídas da seguinte forma:

  • Itaperuna – 350 vagas: Pintor Industrial (75), Auxiliar de Plataforma (40), Aperfeiçoamento em Pintura Industrial (25), Operação e Segurança de Empilhadeiras (24), AutoCAD 2D – Aplicado à Construção Civil (20), CLP – Controladores Lógicos Programáveis (20), Departamento Pessoal (20), Excelência no Atendimento ao Cliente (20), Instalação de Sistemas de Comandos Elétricos (20), Parametrização de Inversores de Frequência (20), Excel (15), Organização e Administração de Almoxarifados (15), Soldador de Aço Carbono Eletrodo Revestido 6G (12), Soldador de Aço Carbono MAG 6G (12) e Soldador de Aço Carbono TIG 6G (12).
  • Bom Jesus do Itabapoana – 25 vagas para o curso de Pintor Industrial.
  • Santo Antônio de Pádua - 231 vagas: Pintor Industrial (60), Aperfeiçoamento em Pintura Industrial (30), Operação e Segurança de Empilhadeiras (24), AutoCAD 2D – Aplicado à Construção Civil (20), Auxiliar de Plataforma (20), Gestão de Recursos Humanos (20) e Atualização em NR-10 (12). 45 oportunidades são para o curso técnico a distância em Logística.

O SENAI Rio está oferecendo 50% de desconto na primeira parcela de seus cursos técnicos e de qualificação. Para trabalhadores da indústria e ex-alunos do SENAI, a promoção é ainda maior: 15% de desconto no valor total de qualquer curso.

Os interessados podem se inscrever diretamente nas unidades do SENAI. Em Itaperuna, está localizada à Avenida Zulamith Bittencourt, 190, Centro, e em Pádua à Avenida João Jasbick, 740, bairro Aeroporto. As inscrições para o curso de Pintor Industrial, em Bom Jesus do Itabapoana, acontecem no SENAI Itaperuna. Para mais informações, ligue 0800 0231 231 ou acesse www.cursosenairio.com.br.

Com informações da Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan

terça-feira, 28 de julho de 2015

Santo Antônio de Pádua tem saldo positivo de emprego no 1º semestre de 2015

Do Blog do Roberto Moraes 

Observando os dados do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE), produzido pela publicação "Conjuntura Econômica Fluminense" do Laboratório de Engenharia do Petróleo (Leprod) da Uenf, é possível identificar que a microrregião de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi a única no estado a produzir um saldo positivo no número de empregos, no primeiro semestre de 2015:



Mesmo que a movimentação entre desligamentos e admissões na microrregião de Pádua seja pequena, com saldo em junho de 27 empregos, no ano, o estoque acumulado de empregos no primeiro semestre chega a 131 empregos e, como se vê na tabela, é a única com dados positivos no ano de 2015.

A microrregão do Vale do Paraíba tem a maior perda de empregos entre todas do estado com redução de 4.847 empregos. Depois em Macaé com menos 2.459 menos empregos no 1º semestre de 2015, e é seguido por Itaguaí com menos 2.298 empregos e Campos com menos 1.824 empregos.

Vale destacar que outros municípios do estado tiveram saldos positivos individualmente, mas por microrregião. a de Santo Antônio de Pádua é única par ao período do primeiro semestre deste ano: 2015.

Interessante observar que a região Noroeste Fluminense é a única destas sem relação direta ou indireta com a economia do petróleo e/ou dos royalties. Pádua é núcleo de um Arranjo Produtivo de pedras decorativas e um dos polos da região Noroeste junto com Itaperuna.

Com orçamentos públicos limitados, os municípios têm se esforçado, e mesmo diante de muitos problemas, os municípios da região tem tido expressivos índices de melhoria em desenvolvimento social, a despeito de todas as dificuldades e desleixo por parte do estado.

Enfim, observar o estado como um todo é um esforço que continua não apenas necessário, mas urgente. O olhar totalizante permite identificar fragilidades que poderão ser enfrentadas com políticas de cooperação supramunicipal e inter-regional. Com esta ótica é possível enxergar alternativas para o ERJ, que vá para além das mesmas medidas de sempre.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Firjan: Sondagem Industrial no Noroeste Fluminense aponta recuo do volume de produção no segundo trimestre de 2015

Com informações da Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan

Firjan: número de empregados no primeiro semestre de 2015 diminuiu no Noroeste Fluminense

Com informações da Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan

Rio Rural cria banco para multiplicação de cana forrageira em Itaperuna

Objetivo é garantir a alimentação do gado em períodos de estiagem 

O Rio Rural, programa da Secretaria de Agricultura, em parceria com produtores de leite da microbacia Córrego das Posses, em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, iniciou projeto de pesquisa participativa com o objetivo de garantir a alimentação do gado em períodos de estiagem, quando há falta de pastagens. Realizado juntamente com a Associação dos Produtores Rurais do Vale do Muriaé, o trabalho integra as ações de mitigação dos efeitos da falta de chuvas na produção familiar.  

No mês passado, o coordenador do Núcleo de Pesquisa Participativa do Rio Rural Luiz Antônio de Oliveira, da Pesagro-Rio, se reuniu com a agricultora Eliane Cordeiro Rangel, presidente da associação, com objetivo de planejar a implantação de unidades de pesquisa para produção de variedades de cana adequadas à alimentação animal.  

Segundo Luiz Antônio, o principal resultado do projeto será a implantação de um banco para multiplicar o uso da cana forrageira na microbacia.  

- A associação vai produzir e fornecer as variedades de cana forrageira RB 867515 e RB 739735. Este trabalho proporcionará material com a genética adequada para que os criadores possam introduzir em seus sistemas produtivos este tipo de suplementação alimentar animal - explicou Luiz Antônio.  

As variedades estão previstas para serem instaladas em setembro deste ano. Em agosto, 43 produtores da associação vão participar de uma oficina, para trocar experiências sobre o manejo do sistema de produção.

Imprensa RJ

domingo, 26 de julho de 2015

Cartilha esclarece direitos e deveres de trabalhadores e empregadores domésticos

O Instituto Doméstica Legal lançou a Cartilha PEC das Domésticas para esclarecer sobre os novos direitos e deveres dos empregados e empregadores domésticos, após a publicação da Lei Complementar 150, de 1º de junho de 2015. A lei regulamentou a Emenda Constitucional 72, de 2 de abril de 2013 – resultado da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) das Domésticas, que estabeleceu a igualdade de direitos entre os trabalhadores domésticos e os demais trabalhadores urbanos e rurais.

A cartilha apresenta os conceitos de empregado doméstico e diarista e traz informações sobre assinatura da Carteira de Trabalho, descontos e benefícios do trabalhador, custos e deveres do empregador, entre outros assuntos. O guia reúne também as leis que regulamentam o emprego doméstico.

Segundo o presidente do Instituto Doméstica Legal, Mario Avelino, como é uma regulamentação nova, as pessoas ainda têm muitas dúvidas sobre as normas e os prazos de início da vigência. Ele disse que "a ficha vai cair a partir de outubro”, quando os empregadores, que hoje recolhem 12% para a Previdência Social sobre o salário do empregado, passarão a recolher 20% em tributos.

Entretanto, Avelino esclarece que muitas obrigações não financeiras já estão valendo, como o controle de ponto e os adicionais noturno e de viagem. “A lei está justa, equilibrada e exequível. Ela é boa, vai ser benéfica e minimizar a situação de informalidade. E a cartilha foi criada para tirar as dúvidas e conscientizar os dois lados”, disse.

A cartilha pode ser acessada aqui. Também é possível receber o material gratuitamente por e-mail, informando o endereço no site Doméstica Legal.

Mario Avelino diz ainda que muitos empregadores esperam pela criação do Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos (Redom), que também deverá ser lançado pelo governo federal até outubro. Antes da emenda, a legislação já obrigava empregadores a recolher a contribuição previdenciária dos empregados domésticos. O Redom permitirá a renegociação das dívidas relativas a  essa contribuição com vencimentos até 30 de abril de 2013.
 
Com informações da Agência Brasil

sábado, 25 de julho de 2015

43º Festival do Arroz em Laje do Muriaé (2015)


Decisão do Juiz da Comarca determina que menores de 14 anos podem participar da festa, desde que acompanhados de seus responsáveis.

Com informações do Blog do Adilson Ribeiro

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Justiça decreta bloqueio dos bens do prefeito de Cardoso Moreira

Prefeito e outros quatro são suspeitos de envolvimento na compra superfaturada de terreno

Do R7

Igreja Matriz de Cardoso Moreira. Foto: panoramio.com
O juiz Rodrigo Pinheiro Rebouças, titular da Comarca de Italva/Cardoso Moreira, concedeu, nesta terça-feira (21), liminar decretando a indisponibilidade dos bens do prefeito Genivaldo da Silva Cantarino, e de outros quatro acusados de envolvimento na compra superfaturada de um terreno pelo município de Cardoso Moreira, no Norte Fluminense. A informação foi confirmada pelo TJRJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro).

Na ação civil de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, ajuizada pelo MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), o terreno teria sido comprado por Maria Nilza Carvalho Pinheiro, companheira do irmão do prefeito, Nivaldo da Silva Cantarino, em janeiro de 2013, por cerca de R$ 65 mil reais. Em seguida, o mesmo terreno foi vendido à prefeitura, dez meses depois, por cerca de R$ 300 mil reais.

Na decisão, o juiz estabeleceu montante de R$ 1,2 milhão (valor total da venda do terreno mais multa de até três vezes) de aporte para garantia do ressarcimento aos cofres públicos e quebra do sigilo fiscal para que a Receita Federal encaminhe cópia das declarações de imposto de renda dos acusados.

R7, exceto a foto

Mamógrafo móvel estaciona em Miracema para atender 14 municípios

Equipamento fica no município até o dia 12 de agosto

Moradores de Miracema e de outros 13 municípios da Região Noroeste Fluminense poderão contar, até o dia 12 de agosto, com Mamógrafo Móvel da Secretaria de Saúde. O equipamento está montado na Praça Ary Parreira (da Igreja Matriz), no Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados e feriados, das 8h às 15h.

O equipamento beneficia também pacientes de Itaperuna, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Itaocara, Cambuci, Varre-Sai, Porciúncula, Natividade, Bom Jesus do Itabapoana, Laje do Muriaé, São José de Ubá, Italva e Cardoso Moreira.


A unidade de Mamografia Móvel é destinada exclusivamente ao atendimento da saúde da mulher e disponibiliza a realização de exames digitais de mamografia e ultrassonografia a pacientes do Sistema Único de Saúde. Também pode realizar biópsias mamárias no local, caso o médico detecte alteração no procedimento, acelerando o diagnóstico e o tratamento.


180 mil exames


Os serviços móveis de diagnóstico por imagem do Governo do Rio bateram a marca de 180 mil procedimentos realizados, com investimento de R$ 13,4 milhões em equipamentos.


Com informações da Imprensa RJ.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

40º Festival do Vinho em Varre-Sai (2015)


Os ingressos podem ser adquiridos através do site www.wayticket.com.br, no valor de R$ 45,00. Somente será permitida a entrada de maiores de 18 anos. O adquirente do ingresso via internet deverá imprimir o comprovante (voucher) para retirar o caneco no posto de troca em Varre-Sai, a partir do dia 22/07 (em horário comercial) até às 14 horas do dia 26/07.

Com informações da Prefeitura Municipal de Varre-Sai

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Rio Rural apoiará projetos estruturantes de até R$ 500 mil

Incentivos não reembolsáveis vão contemplar ações de desenvolvimento sustentável
As entidades proponentes devem ser formadas por, no mínimo, 20 produtores e a maioria deles deve ser agricultores familiares, pequenos produtores, jovens e mulheres

Uma equipe formada pelos gerentes dos programas da Secretaria de Agricultura e suas empresas vinculadas – Emater-Rio e Pesagro-Rio – trabalha no lançamento da primeira chamada pública a projetos estruturantes do programa Rio Rural.

Previsto para setembro deste ano, o edital elaborado pelo Grupo Executivo de Subprojetos Estruturantes vai contemplar associações, cooperativas e condomínios de agricultores. Cada proposta poderá pleitear incentivos de até R$ 500 mil do programa, não reembolsáveis, para ações de desenvolvimento sustentável de cadeias produtivas estratégicas para o estado.

- Serão aceitas propostas para as cadeias de orgânicos, leite, olericultura, fruticultura, floricultura e cafeicultura. As entidades proponentes devem ser formadas por, no mínimo, 20 produtores e a maioria deles deve ser agricultores familiares, pequenos produtores, jovens e mulheres - disse Marcos Jogaib, do núcleo de cadeias produtivas do Rio Rural.

Segundo o secretário de Agricultura, Christino Áureo, o setor rural fluminense será impulsionado.

- O incentivo aos projetos estruturantes trará estímulo ao associativismo, à organização social e ao planejamento coletivo da produção no estado - afirmou o secretário.

O diagnóstico das cadeias produtivas ainda será validado em reunião com técnicos e representantes de associações de produtores. Após a aprovação final, será realizada a chamada pública através do site www.microbacias.rj.gov.br.


Secretaria de Agricultura investe R$ 3,5 milhões na manutenção de estradas vicinais

Serão aplicados 34 mil m³ de bica corrida em estradas de microbacias atendidas pelo programa Rio Rural

Uma mistura de pedras de números um e zero e pó de pedra, conhecida como bica corrida, faz a diferença na durabilidade da manutenção das estradas vicinais nas áreas rurais do estado, facilitando o escoamento de produtos agropecuários e a trafegabilidade da população do campo.

O programa Estradas da Produção, da Secretaria de Agricultura, que desde sua criação, em 2010, já realizou recuperação e manutenção em quase 30 mil quilômetros dessas vias, inicia mais uma etapa de aplicação desse revestimento primário. Serão aplicados 34 mil m³ do material em estradas de microbacias atendidas pelo programa Rio Rural, com investimento de R$ 3,5 milhões.

Os trabalhos iniciados nos municípios de Varre-Sai, Itaocara e Itaperuna estão deixando os produtores e suas famílias satisfeitos com a melhoria da trafegabilidade das vias.

Produtor de café em Varre-Sai e diretor da Cooperativa de Produtores de Café do Noroeste Fluminense, José Pinto acredita que as condições das estradas facilitarão o escoamento da cafeicultura.

O trabalho foi iniciado na localidade de Morro do Espelho, que reúne o maior número de produtores no município.

Com informações da Imprensa RJ

Espetáculo "Vende-se uma geladeira azul" no Teatro SESI Itaperuna, neste sábado

Espetáculo "Vende-se uma geladeira azul". Foto:Felipe Pilotto
Quando três irmãos se encontram na antiga casa da avó para dividir a herança, uma geladeira azul, lembranças e traumas da infância vêm à tona. Essa é a história de “Vende-se uma geladeira azul”, espetáculo dirigido por Pedro Nercessian e interpretado pelos atores Amanda Vides Veras, Felipe Haiut e Leonardo Hinckel. A peça entra em cena nesta quinta-feira, dia 23, em Macaé. Depois, segue para Campos, na sexta-feira, 24, e Itaperuna, no sábado, 25. A exibição acontece sempre às 20h. 

O texto da peça, escrito por Rafael Cal, foi o vencedor da edição de 2014 do Núcleo de Dramaturgia SESI Cultural, que tem o objetivo de dar oportunidade e descobrir novos dramaturgos para o teatro carioca.

Os ingressos custam R$ 10 e são vendidos antecipadamente no atendimento das unidades SESI, que funciona de segunda a sexta-feira, ou a partir de duas horas antes do início da atração, na bilheteria dos Teatros.

Lançado na estreia da peça teatral “Vende-se uma geladeira azul”, em 1º de julho, o livro “Núcleo de Dramaturgia SESI Cultural – A nova geração de autores 2014”,  reúne os três textos selecionados no primeiro ano do projeto: o vencedor "Vende-se uma geladeira azul", de Rafael Cal; “Amores Flácidos”, de Herton Gustavo; e “Os atrasados”, de Leandro Bellini. 

A atração, que integra o X-Tudo SESI Cultural, encerra a passagem do projeto pelas cidades de Macaé e Itaperuna. Em Campos, no sábado, 25, às 20h, haverá ainda o encontro artístico “Desconcerto”. Artistas da região vão subir ao palco do Teatro SESI para expor diversas manifestações artísticas, envolvendo literatura, circo, dança, teatro, poesia e música.

Iniciativa do Sistema FIRJAN, o X-Tudo tem a proposta de democratizar o acesso à cultura no estado do Rio. Para saber mais sobre o projeto, que vem percorrendo diversas cidades, acesse: www.firjan.org.br/xtudo.

Com informações da Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan

terça-feira, 21 de julho de 2015

Aluna de Bom Jesus do Itabapoana conquista medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

Lais Ayumi, Priscila Peixoto e Hyasmim Picoli. Foto: Marcia Costa
Alunos da rede pública de ensino de todo o País foram premiados, nesta segunda-feira (20), pela edição de 2014 da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep).

Mais de 18 milhões de estudantes, de 99,41% dos municípios do País, disputaram as premiações. Do total, 501 conquistaram medalha de ouro, 1,5 mil de prata e 4,5 mil de bronze. Quando a competição começou, em 2005, eram cerca de 10 milhões de estudantes.

Nessa edição, estudantes do Ensino Médio da Secretaria de Educação do RJ conquistaram três medalhas de ouro, 10 de prata e 24 de bronze, em um total de 37 medalhas e 526 menções honrosas.

Foram premiadas com medalha de ouro as jovens Priscila Peixoto Vieira, do Ciep 472 Candido Portinari, em Petrópolis; Lais Ayumi Koshikawa, do Colégio Fagundes Varela, em Rio Claro; e Hyasmim Picoli Boechat, do Colégio Marcilio Dias, em Bom Jesus do Itabapoana

A cerimônia contou com a participação de cerca de 500 estudantes e professores. Docentes e escolas com destaque na Olímpiada também receberam prêmios. Além de medalhas, os alunos que já vêm se destacando nas edições anteriores – hepta, hexas, penta, tetra e tricampeões (6) – foram premiados com tablets e notebooks. Em comemoração aos 10 anos de criação da OBMEP, a organização do programa homenageou com troféus 10 ex-alunos e 10 professores que marcaram a história da Olimpíada.

Os demais premiados desta edição, nas categorias prata e bronze, receberão as medalhas em cerimônias regionais já programadas pela organização do concurso. 
Campeões se dedicam aos estudos 

Priscila Peixoto Vieira, do Ciep 472 Candido Portinari, contou que é a segunda vez que participa e que, na primeira, ganhou menção honrosa. A adolescente de 13 anos, que cursa o 8º ano do Ensino Fundamental, revela que sempre foi incentivada pelos pais a se dedicar aos estudos.

– Meu pai é professor de Matemática e sempre me ajudou muito. É muito bom estar aqui. Espero que todos os meus colegas participem também. Matemática é muito importante, está em tudo – disse a estudante.

Estudante da 1° série do Ensino Médio, Hyasmim Picoli Boechat participou pela quinta vez na premiação. No Ensino Fundamental, conquistou Menção Honrosa e dois bronzes.

– Quero cursar Engenharia de Computação ou ensinar Matemática. Quero agradecer aos meus professores pela dedicação de todos – afirmou Hyasmim.

Lais Ayumi Koshikawa, está no 8º ano do Ensino Fundamental e participou pela segunda vez da OBMEP. Na primeira, ganhou menção honrosa.


 – Fiquei muito feliz em ganhar essa medalha. Vale muito pena estudar, vir aqui, poder saber mais sobre Matemática – contou a jovem.

Com informações do MCTI e Imprensa RJ

Pré-matrícula para turmas do EJA estão abertas

Prazo para Inscrição vai até o próximo domingo (26/07)

Está aberta, no site Matrícula Fácil (www.matriculafacil.rj.gov.br), a fase de pré-matrícula para as turmas do segundo semestre da Educação de Jovens e Adultos (EJA). As oportunidades são para os módulos I, II, III e IV do Ensino Médio e as fases VI, VII, VIII e IX do Ensino Fundamental.

Os interessados têm até domingo (26/07) para acessar a página, verificar escolas com vagas disponíveis, os requisitos, o cronograma e concluir o procedimento. De 29 a 31 de julho, será necessário comparecer à unidade escolar escolhida para confirmar a matrícula.

Após essa etapa o candidato não poderá alterar a opção por meio do portal. O cancelamento deverá ser feito junto à Central de Relacionamento (21 2380-9160, das 08h às 19h), somente no período de 21 a 24 de julho. Ao concluir essa etapa, o aluno deverá acessar novamente a site Matrícula Fácil para realizar nova inscrição, incluindo a escola desejada.

Aqueles que não participarem da pré-matrícula deverão comparecer diretamente ao colégio pretendido, a partir do dia 04 de agosto. Caso haja vagas, será possível realizar inscrição. A pré-matrícula informatizada conta com a parceria do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (Proderj).

Imprensa RJ

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Quanto mais se nega a existência de racismo, mais ele se propaga, diz ministra

Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil
 
Nilma Gomes, ministra da Seppir

"Quanto mais se nega a existência do racismo no Brasil,
mais esse racismo se propaga", diz a ministra da Seppir,
Nilma Gomes, em entrevista sobre os 5 anos do Estatuto
da Igualdade Racial Arquivo/Agência Brasil
Casos recentes de preconceito racial, como o de Kaillane Campos, de 11 anos, que levou uma pedrada na cabeça, no Rio de Janeiro, depois de sair de um culto de candomblé, e o da jornalista Maria Júlia Coutinho, a Maju, que recebeu ofensas na internet, mostram que o país da miscigenação ainda não venceu esse tipo de discriminação.

"Quanto mais se nega a existência do racismo no Brasil, mais esse racismo se propaga", destacou a ministra da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir), Nilma Lino Gomes.

Nos cinco anos do Estatuto da Igualdade Racial, Lei 12.288/2010, lembrados nesta segunda-feira (20), ela conversou com a Agência Brasil e avaliou o cenário da busca pela igualdade racial no país. Para ela, entre os principais avanços estão as cotas em concursos públicos e a política voltada ao atendimento de saúde da população negra.

Agência Brasil: De que forma o racismo se manifesta no Brasil?
Nilma Gomes: O racismo brasileiro tem uma peculiaridade: a ambiguidade. É um fenômeno que se afirma através da sua própria negação. Quanto mais se nega a existência do racismo no Brasil, mais esse racismo se propaga. E essa é uma característica que nos desafia muito a superá-lo e a desvelá-lo. Conhecer e reconhecer essa característica do racismo brasileiro já são avanços, porque antes compreendia-se muito mal o que era o racismo no Brasil.

Agência Brasil: Diante desse cenário, o que o Estatuto da Igualdade Racial representa hoje?
Nilma: O estatuto representa hoje para o Brasil uma conquista e é uma conquista que foi organizada, demandada pelos movimentos sociais, em particular, o movimento negro. Passou por um processo de uma grande discussão no Congresso Nacional, foi ratificado pelo governo federal e efetivamente hoje podemos falar que temos, além da Constituição Federal, uma lei nacional que garante direito à população negra brasileira.

Continue lendo aqui

Estatuto da Igualdade Racial

Saiba mais

Movimento negro pede regulação de cotas em concurso público

Estatuto da Igualdade Racial completa 5 anos com desafio de equiparar direitos

Negros e religiões africanas são os mais discriminados, mostra Disque 100

sábado, 18 de julho de 2015

Noroeste Fluminense: recuo nos postos de trabalho em junho concentra-se em Itaperuna

O Noroeste registrou recuo de 103 empregos com carteira assinada em junho, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A microrregião Itaperuna apresentou queda de 130 postos de trabalho, enquanto a microrregião Santo Antônio de Pádua mostrou abertura de 27 novas vagas. Em junho do ano passado a região registrou 44 novas vagas.

A retração de empregos em junho concentra-se no maior município da região, Itaperuna, com -107 vagas de empregos.

O setor de atividade econômica serviços registrou abertura de 82 novas vagas, sendo 51 na microrregião Itaperuna e 31 na microrregião Santo Antônio de Pádua, enquanto o setor indústria de transformação registrou a maior baixa de empregos, com -105 vagas (-91 na microrregião Itaperuna e -14 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Em seguida o setor comércio, com 71 baixas, (-50 na microrregião Itaperuna e -21 na microrregião Santo Antônio de Pádua).

No acumulado do ano, o Noroeste registrou queda de 366 empregos (-497 na microrregião Itaperuna e +131 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Neste mesmo período do ano passado a região registrou abertura de 426 novos empregos.

Itaocara acumula 87 novas vagas, em seguida Porciúcula, com 36, Miracema e Natividade, com 33 cada um, e Cambuci, com 30. Itaperuna e Bom Jesus do Itabapoana acumulam queda de -396 e -135, respectivamente.

O setor serviços acumula 285 vagas abertas (137 na microrregião Itaperuna e 148 na microrregião Santo Antônio de Pádua). Já o comércio acumula recuo de 303 empregos (-304 na microrregião Itaperuna e +1 na microrregião Santo Antônio de Pádua), em seguida  construção civil, com queda de 173 empregos (-161 na microrregião Itaperuna e -12 na microrregião Santo Antônio de Pádua) e indústria de transformação, com recuo de 163 vagas de trabalho (-116 na microrregião Itaperuna e -47 na microrregião Santo Antônio de Pádua). 

Municípios compreendidos nas microrregiões do Noroeste Fluminense: Itaperuna – Bom Jesus do Itabapoana, Italva, Itaperuna, Laje do Muriaé, Natividade, Porciúncula e Varre-Sai; e Santo Antônio de Pádua – Aperibé, Cambuci, Itaocara, Miracema, Santo Antônio de Pádua e São José de Ubá. 

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Inaugurado em Natividade quartel do Corpo de Bombeiros

Foto: cbmerj.rj.gov.br
Destacamento em Natividade do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro foi inaugurado hoje, 16. Contando com um prédio de dois andares e área de 605 metros, doados pela Prefeitura e reformados pelo Corpo de Bombeiros, o destacamento contará com alojamento, refeitório, cassino, seção administrativa e gabinete do comandante. A corporação investiu cerca de R$ 750 mil em obras. O investimento empregado é oriundo da arrecadação do pagamento da taxa de incêndio.

Localizado no bairro da Liberdade, a unidade será subordinado ao quartel de Itaperuna (21º GBM) e comandada pelo capitão Samir Alves de Almeida. Contará com uma viatura do tipo Auto Busca e Salvamento (ABS), que oferece a funcionalidade de combate a incêndios e operações de salvamento, e 34 militares que irão compor o efetivo para atuar nos acionamentos da região.

De acordo com o secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Ronaldo Alcântara, além de ser um grande ganho em segurança para a cidade, a criação do quartel cumpre uma das metas do planejamento do Governo do Estado. 

- Nossa meta é implantar pelo menos uma unidade operacional em cada município. Desta forma, podemos oferecer um serviço com maior eficiência à população e cumprir o protocolo de tempo-resposta em situações adversas – explicou Alcântara.

Com informações do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro

Concurso Público da Prefeitura de Palma, MG

Igreja Matriz de Palma. Foto: dioceseleopoldina.com
A Prefeitura Municipal de Palma publicou edital de concurso público. São 82 vagas oferecidas para os níveis fundamental, médio, médio/técnico e superior,  em carga horária de 20 a 40 horas semanais, para os seguintes cargos:

Odontólogo – PSF, Enfermeiro – PSF, Farmacêutico, Nutricionista, Técnico em Educação, Advogado, Contador, Monitor de creche, Professor regente de Educação Infantil, Professor regente das séries iniciais, Técnico em Enfermagem – PSF, Agente Administrativo, Atendente de creche, Auxiliar de Saúde Bucal – PSF, Auxiliar de Secretaria Escolar, Secretário Escolar, Técnico em Higiene Bucal, Bombeiro Hidráulico, Cozinheira Escolar, Coveiro, Eletricista, Gari, Inspetor de Alunos, Mecânico, Monitor de Transporte Escolar, Motorista, Motorista Escolar, Operador de Máquinas, Pedreiro, Trabalhador Braçal e Zelador.

As inscrições podem ser feitas pela internet entre os dias 5 de agosto e 3 de setembro de 2015, no site www.idecan.org.br, ou via presencial, sendo disponibilizado um ponto de inscrição para o candidato na sede da Prefeitura Municipal, exceto sábados, domingos, feriados e pontos facultativos, no horário entre 12h e 17h. As taxas de inscrições variam de R$ 35,00 a R$ 65,00, conforme o cargo escolhido. 

Fazer download deste arquivo (Edital Concurso Publico nº 001-2015.pdf)Edital Concurso Publico nº 001-2015

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Teatro SESI Itaperuna: show “Renato Russo e sua Legião Urbana”, na sexta, e espetáculo Ricardo III, no sábado

Banda Cântarus. Foto: Divulgação
No show “Renato Russo e sua Legião Urbana”, a banda Cântarus com os músicos Fabrício Chaves (voz e violão), Fabio Neves (voz, violão e baixo) e Flávio das Neves (bateria) relembram grandes momentos de uma das bandas de maior sucesso no Brasil. Nesta quarta-feira, dia 15, o grupo se apresenta em Macaé, na quinta-feira, 16, em Campos, e na sexta-feira, 17, em Itaperuna, sempre às 20h.

Espetáculo Ricardo III. Foto: Nil Caniné
Também passará pelos Teatros SESI das citadas cidades, às 20h, o espetáculo Ricardo III, baseado na obra homônima de William Shakespeare. Indicada aos prêmios Shell, Cesgranrio e APTR de Teatro em 2014, a peça narra a busca de Ricardo III pelo trono da Inglaterra. Para conquistar a coroa, ele destrói todos em seu caminho, até mesmo sua família. A montagem, encenada pelo ator Gustavo Gasparini e dirigida por Sérgio Módena, passa por Macaé na quinta-feira, dia 16. Depois, segue para Campos, na sexta-feira, dia 17, e Itaperuna, no sábado, 18.

Os ingressos são vendidos a R$ 10 antecipadamente no atendimento das unidades SESI ou a partir de duas horas antes do início de cada atração, na bilheteria dos Teatros. Para consultar a programação completa do X-Tudo SESI Cultural em diversas cidades, acesse www.firjan.org.br/xtudo.

Com informações da Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Inauguração da unidade de rebeneficiamento de café da Cooperativa de Produtores de Café do Noroeste Fluminense

O polo produtor de café do Noroeste Fluminense, que reúne os municípios de Varre-Sai, Natividade, Porciúncula e Bom Jesus do Itabapoana, não vai precisar mais de enviar a produção para ser rebeneficiada em Minas Gerais e Espírito Santo, uma vez que será inaugurada nesta quinta-feira, 16, a unidade de rebeneficiamento de café da Coopercanol - Cooperativa de Produtores de Café do Noroeste Fluminense -, em Varre-Sai. O secretário de Agricultura, Christino Áureo, participa da inauguração.

O polo produtor do Noroeste responde pela produção anual de 200 mil sacas de café beneficiado, envolvendo mais de dois mil produtores em área superior a 10 mil hectares. Varre-Sai é o maior produtor estadual de café, com 90 mil sacas/ano, com 940 produtores e área cultivada de 4.760 hectares.

O equipamento, adquirido com recursos de R$ 1,7 milhão do BNDES, repassados pelo Banco do Brasil através da estratégia de Desenvolvimento Rural Sustentável - DRS, permitirá que o café de boa qualidade da região passe a ser rebeneficiado, selecionado e classificado, no próprio estado, para exportação ou venda a mercados consumidores de alto padrão. Dessa forma, a cafeicultura fluminense se prepara para conquistar novos espaços no mercado com a oferta de café de melhor qualidade, preço competitivo e mais resultado financeiro para os produtores.

Serviço:
Data: 16/07/2015 
Horário: 10 horas 
Local: Sede da Coopercanol - Rodovia RJ 214 - km 01 (Estrada Varre-Sai a Natividade) - Varre-Sai RJ.


Com informações da Imprensa RJ

sábado, 11 de julho de 2015

Presidente do TCE-RJ aconselha municípios a aprimorar arrecadação tributária própria e reduzir pessoal

Excesso de contratação de pessoal e arrecadação própria de impostos aquém da realidade, são apontados pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), Jonas Lopez de Carvalho, como dois pontos que devem ser tratados pelos prefeitos do Noroeste Fluminense para resolverem a crise provocada pelas reduções dos repasses dos royalties e de verbas estaduais e federais. Quanto aos royalties, a situação tende a ser agravada com a possível decisão do STF sobre a liminar que sustenta o critério de rateio atual entre os municípios brasileiros.

- Prefeitos do Noroeste vieram me visitar e perguntaram o que fazer diante da crise. Respondi que eles podem, inclusive, demitir servidores, mesmo concursados. A legislação permite isso. Só nas prefeituras da região tem mais de 2 mil pessoas para colocar para fora. Eles têm que fazer o dever de casa. Não adianta ficar de braços cruzados. O dinheiro não é do prefeito, é do município – disse o presidente Jonas Lopez, em entrevista dada ao jornal "O Dia".

Ainda nesta entrevista dada ao "O Dia", Jonas Lopez cita Aperibé como modelo de município que cumpre a lei de responsabilidade fiscal, assim como afirma que Cambuci tem 72% dos servidores extraquadro. Também afirma que a sustentação dos  municípios é a arrecadação própria, mas apenas 15,8% da receita das cidades do RJ de 2010 a 2014 é própria.

- A crise impactou os municípios, mas cabe ao TCE fiscalizar. Eu não sou o vilão. Tenho que fazer cumprir a lei. Tem que corrigir, o município tem que se virar, fazer concurso público, reforma administrativa. Entendemos que o concurso não é rápido – afirma Jonas Lopez.

De acordo com a tabela abaixo, Miracema, por exemplo, tem a menor arrecadação per capita de ISS entre os 10 municípios da região, embora tenha a 4ª maior população e PIB.



sexta-feira, 10 de julho de 2015

Sistema FIRJAN lança Manual de Licenciamento Ambiental para Construção Civil

O Sistema FIRJAN lançou, nesta semana, o primeiro Manual de Licenciamento Ambiental para Construção Civil. A publicação tem como objetivo auxiliar as empresas no momento da aquisição ou da renovação da licença ambiental de seu empreendimento, esclarecendo e sintetizando os principais passos a serem dados antes e durante o processo.

Divididos em três capítulos e anexos, o Manual de Licenciamento Ambiental para a Construção Civil apresenta uma linguagem simples e uma diagramação que destaca pontos de interesse do leitor, além de mostrar exemplos de determinados temas que estão sendo apresentados pelo manual. No primeiro capítulo – O que avaliar antes de optar por um empreendimento, reformar, comprar ou alugar um imóvel para construção -, destaca-se as normas e regras do uso e ocupação do solo.

O segundo capítulo é dedicado ao tema do licenciamento ambiental: como obter, riscos de atuar sem licença ambiental e quais as atividades que necessitam de licenciamento. O último capítulo fala sobre o sistema de licenciamento do estado do Rio de Janeiro (SLAM). A publicação possui ainda anexo com a lista de municípios habilitados para promover o licenciamento ambiental e a fiscalização das atividades; além de um complemento com siglas, abreviaturas e um glossário. 

O Manual de Licenciamento Ambiental para Construção Civil está disponível para download gratuito no site: http://www.firjan.org.br/data/pages/2C908CE9215B0DC40121648A19291E2A.htm
 

Com informações da Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan

quinta-feira, 9 de julho de 2015

FIRJAN: 60,1% do PIB do Noroeste Fluminense está concentrado em três municípios

Estudo “Retratos Regionais” apresenta panorama socioeconômico dos municípios da região

Itaperuna, 9 de julho de 2015

Os municípios de Itaperuna, Santo Antônio de Pádua e Bom Jesus do Itabapoana respondem por 60,1% do Produto Interno Bruto (PIB) da região Noroeste Fluminense. A informação é do estudo “Retratos Regionais”, desenvolvido pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN) com o objetivo de apresentar um panorama socioeconômico dos municípios da região. O conteúdo foi apresentado aos empresários que compõem a Comissão Intermunicipal FIRJAN/CIRJ de Santo Antônio de Pádua, nesta segunda-feira, dia 6, e aos membros do Conselho da Representação Regional FIRJAN/CIRJ Noroeste Fluminense, na terça-feira, 7, pelo especialista em Desenvolvimento Econômico da Federação, Marcelo Nicoll.

Com dados de 2012, os últimos disponíveis, o estudo “Retratos Regionais” revela que o PIB da região Noroeste Fluminense era de R$ 4,7 bilhões naquele ano, o que representa 0,9% do total produzido no estado. De acordo com o estudo, Itaperuna garantiu a maior parcela do PIB da região: um total de R$ 1,7 bilhão. Já Santo Antônio de Pádua e Bom Jesus do Itabapoana contribuíram com R$ 655 milhões e R$ 472 milhões, respectivamente. Entre 2007 e 2012, a taxa de crescimento da produção regional foi de 20%, enquanto no estado do Rio de Janeiro foi de 22%.

Juntas, as três cidades concentram mais de 50% da população regional, que era de 323 mil em 2014, segundo estimativa do IBGE. Esse total representa 2% da população do estado. Nos últimos quatro anos, o número de habitantes no Noroeste Fluminense cresceu 1,8%, ficando abaixo da média estadual, cujo aumento foi de 2,9%. Dos 13 municípios da região, nove tiveram crescimento, com destaque para Aperibé (+6,6%) e Varre-Sai (+5,2%). Por outro lado, quatro cidades apresentaram redução da população no período, sendo em Laje do Muriaé (-2%) a queda mais significativa.

O setor que teve maior participação na economia do Noroeste Fluminense foi o de Serviços e Comércio, respondendo por 43,5% do PIB regional. Já a produção da Indústria contribuiu em 12,3% no PIB da região e em 0,4% no PIB industrial do estado. Porém, entre 2007 e 2012, foi o setor que apresentou a maior taxa de crescimento (+26,8%). A Agropecuária da região, embora ocupe apenas 4,8% do PIB do Noroeste Fluminense, representa 12% do valor produzido pelo segmento no estado.

Para o presidente da Representação Regional FIRJAN/CIRJ Noroeste Fluminense, Antônio Carlos Boechat, as informações estratégicas contidas no estudo poderão ter impacto significativo na tomada de decisões em prol do desenvolvimento do estado do Rio. “O estudo apresenta, com detalhes, dados relacionados ao perfil econômico de cada região. Mais uma importante contribuição do Sistema FIRJAN para impulsionar a expansão da economia estadual”, destacou o presidente.

Número de empregos na região teve crescimento
superior ao do estado entre 2008 e 2013

As cerca de 7,4 mil empresas da região Noroeste Fluminense empregam 58 mil trabalhadores com carteira assinada, o que corresponde a 1,3% dos empregos formais no estado, segundo dados mais recentes do Ministério do Trabalho e Emprego. Os setores de Serviços, Comércio e Administração Pública respondem, cada um, por um quarto dos empregados na região, enquanto a indústria ocupa um quinto das vagas. Já a Agropecuária utiliza menos de 5% da mão de obra formal do Noroeste Fluminense.

Na Indústria, o subsetor que garante o maior número de trabalhadores é a Indústria de Transformação (16,9% do total de empregos formais na região), à frente da Construção (2,5%) e dos Serviços industriais de utilidade pública e da Extração mineral, que, juntos, ocupam menos de 1% dos postos de trabalho. Os segmentos da Indústria de Transformação com mais empregados são os de Produtos alimentícios (4,9%), Vestuário e acessórios (2,6%) e Produtos de minerais não metálicos (2,6%).

Entre 2008 e 2013, o número de empregos na região Noroeste Fluminense teve aumento de 33,4%, enquanto no estado o crescimento foi de 23,6%. A Indústria foi o setor que mais evoluiu regionalmente, alavancando em 48,4% o número de postos de trabalho. Em seguida, aparecem os setores de Serviços (+38,3%), Administração Pública (+29,4%) e Comércio (+30,9%), que também tiveram aumento acima do estado. A Agropecuária foi o único setor que reduziu o total de empregados no período (-6,8%).

O subsetor que ofertou mais postos de trabalho entre 2008 e 2013 foi o de Serviços industriais de utilidade pública (+147,8%). No mesmo período, a Indústria de Transformação também apresentou crescimento expressivo na geração de novos empregos (+50,7%). O número de empregos na Construção cresceu 36,9%, enquanto a Extração mineral (-2,6%) foi o único subsetor que mostrou redução de postos durante o período. 

Contudo, a qualificação dos trabalhadores industriais no Noroeste Fluminense é mais baixa que a média do estado, sobretudo pela menor proporção de empregados com ensino médio e superior: 46,6% na região contra 60,6% no estado. Nos graus de instrução mais baixos, a situação regional também é pior que a do estado, pois apresenta maiores percentuais de trabalhadores em todas as faixas de menor escolaridade.

Municípios se destacam em Educação,
mas gestão fiscal ainda é difícil no Noroeste

Oito dos dez municípios que mais evoluíram em Educação no estado do Rio de Janeiro estão no Noroeste Fluminense, conforme apontou a última edição do Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM), com dados de 2011. Entre os critérios utilizados para avaliação da vertente estão os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), formação de professores, evasão escolar e atendimentos em creches e pré-escolas.

Apesar dos bons resultados neste quesito, nenhum município da região foi classificado como de alto desenvolvimento no resultado geral do estudo, que também avalia Saúde e Emprego e Renda. Considerando as três vertentes analisadas, Santo Antônio de Pádua obteve o melhor desempenho na região e foi a 12ª colocada no ranking das cidades fluminenses.

Já o Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF), lançado recentemente com dados oficiais de 2013, revelou que São José de Ubá foi a única cidade da região classificada com boa gestão fiscal, sobretudo pelos resultados apresentados nos indicadores Liquidez e Custo da Dívida. O índice, composto também pelos indicadores Receita Própria, Gastos com Pessoal e Investimentos, revela que a maior parte dos municípios da região possuem gestão em dificuldade.
 
 
Assessoria de Imprensa Itaperuna, do Sistema Firjan