quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Um pouco da história em Miracema

O Golpe em Miracema

No Golpe Militar de 1964, foi preso em Miracema um grupo de amigos que tinham por hábito se reunirem na gráfica de um deles para baterem papo, inclusive sobre política. Quem conhece os hábitos das pessoas de cidades pequenas do interior, como Miracema, sabe que é muito comum formar rodas de amigos nos pontos comerciais de um deles para conversarem e passar o tempo.

O então delegado de polícia indicado para o cargo por político influente no município prendeu o referido grupo sob a acusação de que seus componentes eram subversivos e faziam parte do Grupo dos Onze, da política do Sr. Leonel Brizola. Pouco tempo depois, o grupo foi solto, pois nada ficou provado.

E na gráfica foi encontrado o desenho:



















A foto maior foi introduzida na postagem em 27/09/2014

3 comentários:

Angeline disse...

Gostei! Estou cá, ligada no blog!

Angeline disse...

E de quem é o desenho, não consegui descobrir?

Hélcio Granato Menezes disse...

Parte de depoimento do saudoso professor Frederico Magalhães Siqueira em volume da obra Logradouros de Miracema:

"... Depois, nos anos 60, no bar Pracinha e na gráfica do Xico, as discussões com Márcio (ele fazia parte da turma do Xico, Álvaro Feijó, Roque, Ratinho Titoneli, etc). O Xico da Gráfica tem desenhos dessa turma, feitos pelo Márcio, que são uma maravilha! Essa turma foi vítima do Altivo Linhares (Vol. IV – DLR) em 1964, numa ação política que visava, antes de tudo, tomar a prefeitura do Jamil Cardoso. ..."